Menu da Rede

Lula no Senai

Quem é mais de esquerda? Um torneiro mecânico ou um acadêmico?

  • Capa
  • Polêmica
  • Como o identitarismo encobre as verdadeiras razões dos conflitos

Ucrânia e identitarismo

Como o identitarismo encobre as verdadeiras razões dos conflitos

A incompreensão total da esquerda sobre o problema de classes e o imperialismo a levou a tirar as mais absurdas conclusões a respeito do que está acontecendo na Rússia

Tanque russo na Ucrânia. – Foto: Reprodução.

Receba o DCO no Email

Faz várias semanas que a Rússia decidiu invadir a Ucrânia, com o objetivo de impedir o avanço da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) na região, bem como por abaixo o regime da direita golpista do país, que sofreu um golpe de Estado em 2014, muito parecido com o que sofremos em 2016.

Desde então, o país vinha sendo controlado pela direita e com um apoio fundamental das milícias da extrema direita, que controlam o governo de maneira muito mais direta que no Brasil, onde a extrema direita tem seu papel mas não é de tamanha importância para a sustentação do governo Bolsonaro. 

No início, a campanha pela paz tomou conta da esquerda. Naquela que era uma ação fundamental para se colocar do lado da Rússia contra o imperialismo e os grupos nazistas ucranianos, a esquerda foi para o lado do “nem, nem”, ou mesmo se colocou abertamente contra a ação de Putin.

Demorou, mas tempos depois apareceu o pretexto identitário para se criticar a ação de Putin, qual seja: “Só um macho para ter tesão pelo massacre (…) Só um macho para sentir gozo pela arma”, ou seja, é moralmente reprovável a satisfação de qualquer pessoa com a ação de Putin, sob a acusação de ser machista branco, até porque ele não defende “a agenda da luta da periferia”. 

Esses quase-argumentos foram lançados em uma matéria da Carta Capital e rapidamente se tornaram um refúgio de esquerdistas que não querem defender a Rússia diante da extrema direita ucraniana e do imperialismo, um refúgio para a esquerda que nunca quer fazer nada. Em última análise, para isso serve o identitarismo, para não fazer nada.

Um conflito a ser explicado pelo caráter psicológico de satisfação é uma novidade inaugurada pela esquerda identitária. Isso nunca existiu. O que explica um conflito, uma guerra, é a relação de classes, sua luta. 

A satisfação pela ação de Putin na Ucrânia não tem a ver com o tamanho do pênis, mas com a derrota monstruosa da direita golpista no país. Essa satisfação é compartilhada por toda população que sofreu um golpe de Estado, como é o caso do povo brasileiro. 

AJUDE O PCO A IR COBRIR A GUERRA – FAÇA UMA CONTRIBUIÇÃO

Mesma satisfação teríamos ao vermos a polícia sendo enxotada das favelas brasileiras pelos moradores delas, especialmente se for com armas. Um macho pode até sentir gozo pela arma, mas, na verdade, um macho, ou qualquer pessoa, sente gozo pelo direito de se defender diante dos ataques da direita, do regime golpista. 

O identitarismo busca apresentar uma análise da sociedade com base nas características biológicas e até psicológicas dos indivíduos. E a saída para os problemas das pessoas estaria na aceitação, por outras pessoas, dessas características. O racismo acabará quando o branco aceitar o negro. O machismo acabará quando o homem aceitar a mulher, e por aí vai ─ eis a lógica identitária.

É uma campanha de convencimento do opressor de que ele é opressor, que é mau, e precisa mudar de posição após uma reflexão, uma autocrítica. Um método de luta que nunca foi usado por nenhum movimento revolucionário, nem mesmo os reformistas se utilizam de tal método. 

Por outro lado, o oprimido em algum caso pode ser opressor em outro, e assim fica “elas por elas”. Isso se deu, por exemplo, no caso do Afeganistão, onde o movimento de mulheres se colocou contra a expulsão dos EUA do país pelo Talibã, pois essa organização é conservadora no tocante aos direitos das mulheres. 

Mais uma vez, a campanha para não se fazer nada, esperar que um exército moral, perfeito, sem defeitos, irá fazer a mudança social, a revolução. E isso, como todos sabem, especialmente os identitários, não vai acontecer. 

Essa campanha, de cunho abertamente moral, não tem o objetivo de alterar absolutamente nada na sociedade capitalista. Serve, somente, para que se cubra com um verniz democráticos as mais brutais atrocidades, e que tudo fique exatamente onde está.

Mais recentemente, foi descoberto todo empenho da CIA e dos Estados Unidos em amplificar a questão identitária para todos os países. Comerciais, empresas de comunicação, jornais da burguesia, até mesmo grandes capitalistas e a própria CIA já estão com seus representantes negros, índios, mulheres, gays, etc. Tudo em um gigante esforço para dizer: “vejam, não precisam se revoltar e tocar fogo em tudo, já temos um negro aqui, um gay ali, uma mulher acolá, e uma mulher negra, trans, favelada, logo ali”.

E a ideia principal do identitarismo é essa: estrangular qualquer disposição de luta de um determinado setor social, da esquerda. A campanha foi tão grande que mesmo sindicalistas tradicionais da luta operária hoje se apresentam assim: “sou nordestino, tenho tantos anos, moro em tal lugar, minha mãe é isso, meu pai é aquilo”, na tentativa de escapar de alguma crítica identitária. 

Por essa ótica não se pode apoiar absolutamente nenhum movimento de resistência, de luta. Pois todo movimento, toda classe, é composta por gente de carne e osso, que certamente guarda algum crime identitário, já que ninguém efetivamente é moralmente perfeito para os identitários.

A matéria da Carta Capital, por exemplo, cobra Putin de que ele deveria estar defendendo a “agenda da luta da periferia”.

Em primeiro lugar, ao esmagar os nazistas, Putin faz um bem gigantesco para todos os moradores de periferias e favelas. É uma esperança de que a direita pode ser derrotada, e, no nosso caso, a PM, que é a milícia de extrema direita oficial brasileira. 

Em segundo lugar, a colocação não passa de uma demagogia rasteira. Posto que coloca Putin como responsável pela luta da periferia brasileira, o que é ridículo. Essa obrigação deveria ser colocada para a esquerda. O que Putin tem a ver com a luta dos moradores do Complexo do Alemão? A pessoa faz essa colocação apenas como chantagem moral, mas não quer dizer e nem fazer nada.

Houve a versão do outro lado da moeda. A versão de que o imperialismo e seus meios de comunicação defendiam os ucranianos em razão da cor de sua pele e dos seus olhos azuis.

É uma meia verdade, tendo em vista que as vítimas negras dos conflitos imperialistas não são lembradas em hora alguma, mas o fator fundamental do problema é que, se preciso for, o imperialismo irá atacar os brancos também, como é o caso dos russos. O fato de que os russos sejam brancos não impediu que a OTAN organizasse uma ofensiva na Ucrânia para sitiar o país do presidente Putin. 

A incompreensão total da esquerda sobre o problema de classes e o imperialismo a levou a tirar as mais absurdas conclusões a respeito do que está acontecendo na Rússia, e, na confusão, muitas posições acabaram por se somar à do próprio imperialismo, ou seja, de que Putin é um ditador, não defende o povo, e está promovendo um massacre na Ucrânia. Ou seja, uma mentira atrás da outra, mas é justamente o que diz a imprensa burguesa e, infelizmente, a própria esquerda.

Os afegãos, por exemplo, cumpriram um papel fundamental na luta pela libertação do povo oprimido mundialmente. Ao derrotarem os norte-americanos que ocupavam o seu país, deram o exemplo e mostraram que é possível se livrar de uma ocupação militar da maior força bélica do mundo. Uma ação invejável e que deve servir para outras tantas lutas de libertação nacional. 

Desse ponto de vista, nenhuma luta de libertação nacional deverá ser apoiada pelos identitários, especialmente na África ou no Oriente Médio, tendo em vista que raros são os povos que detêm o modelo mais bem acabado e atualizado de direitos democráticos. Aliás, nenhum país no mundo tem isso, todos eles ainda possuem uma série de questões democráticas não resolvidas pelo regime. Basta ver o Brasil, controlado pela direita golpista de cabo a rabo.

Quer dizer, a maquiagem identitária só serve para esconder o fundamento dos conflitos e impedir a tomada da posição revolucionária diante dos mesmos. Visto dessa forma, o identitarismo é uma praga que precisa ser extinta da esquerda, precisa ser denunciada, pois não é uma forma de luta, mas de defesa dos interesses do imperialismo e da manutenção do atual estado de coisas. 

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Blogues

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Movimentos

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”