Menu da Rede

265 combatentes do batalhão Azov da fábrica de Azovstal se rendem

Direito individual

Vacina sim, coação não

O Estado precisa garantir o direito de todos os cidadãos à vacinação, mas não pode coagir ninguém a se vacinar

É obrigação dos governos possibilitar a vacinação e a imunização de todos os cidadãos, sem obrigá-los a se submeter à ditadura estatal – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Não é de hoje a mudança radical, e profundamente negativa, na postura da esquerda, de abandonar a defesa de uma política de princípios em prol de um apoio inconsequente às opiniões que estão na moda ─ leia-se: aos interesses do grande capital. Essa tendência se manifestou em diversos campos da sua atuação, mas onde esse debate tomou a sua maior proporção foi nitidamente na questão da vacinação contra o Covid-19, onde desde o surgimento das primeiras vacinas, uma enorme sombra de desconfiança se projetou sobre os imunizantes, ou mais especificamente, sobre as corporações que os desenvolveram.

Claro que essa descrença por parte da população não surgiu do nada, mas sim tem origem na experiência da sociedade com essas corporações, que historicamente são recordistas em crimes contra a humanidade e se sustentam sobre a base da exploração dos problemas de saúde da população, problemas esses que são frequentemente causados pelo grande capital, senão pelas próprias empresas do ramo farmacêutico.

Outro fator que conta para as reservas da população com relação às vacinas contra a Covid-19 é a gestão catastrófica da pandemia que essa população pôde presenciar em primeira mão, onde os governos e organizações de saúde que hoje avalizam e promovem a utilização desses imunizantes não tinham a mais remota ideia de como lidar com a doença, apresentando informações desencontradas e medidas impraticáveis para o tal “combate à pandemia”. Isso sem contar as inúmeras inconsistências na política de saúde, que enquanto procurava proibir a realização de atividades políticas em locais abertos para “conter o vírus”, aparentava não se preocupar com a lotação dos transportes públicos, expondo o caráter meramente demagógico da política chamada “sanitária” ou “científica”.

Motivos não faltam para o cidadão comum ter ao menos um pé atrás com a vacinação, mas apesar de a insatisfação popular ser até mesmo justificada, setores da classe média, principalmente de esquerda, se colocaram a tarefa de obrigar a população desconfiada a abaixar a cabeça e acatar cegamente as ordens dos governos burgueses e das grandes corporações, representadas nas organizações de saúde, como é o caso da OMS.

A cruzada autoritária da pequena burguesia se deu, e ainda se dá, através de campanhas de assédio moral disseminadas na grande imprensa, taxando de “negacionista” quem não quer confiar nos criminosos da indústria farmacêutica, e da exigência de que o estado burguês use do seu poder para coagir o cidadão a fazer algo que não deseja com a própria saúde. Não temos dúvida de que se as condições fossem favoráveis, a classe média estaria pedindo ao estado para invadir a casa das pessoas e vaciná-las à força, violando direitos individuais.

É importante deixar claro, antes que a esquerda limpinha venha nos tachar de “negacionistas” por não negar a realidade, que deve se exigir dos governos planos ágeis e eficientes de imunização. Mas isso, obviamente, respeitando os direitos dos indivíduos, ou seja, respeitando a opção de cada um de confiar ou não nas soluções apresentadas.

Urnas eletrônicas serão controladas por empresa ligada ao PSDB, Moro e Dallagnol

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.