Menu da Rede

Bolsonaro lança Programa Habitacional: Minha Casa, Minha Milícia

  • Capa
  • Editorial
  • TSE antidemocrático prepara fraude nas eleições

Um órgão ditatorial

TSE antidemocrático prepara fraude nas eleições

A crença da esquerda nas instituições e nas eleições vai contribuir para uma nova fraude eleitoral

TSE ou “morada dos deuses”. – Arquivo

Receba o DCO no Email

Os ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) anunciaram que vão agir contra o que chamam de “disseminação de ‘fake news’ contra as eleições e a urna eletrônica”.

Segundo anuncia a Folha de S. Paulo, para que essa investigação avance, o TSE deve, inclusive, “quebrar sigilos telefônicos e fiscais de envolvidos com a divulgação das notícias falsas ─ inclusive de auxiliares próximos ao presidente Jair Bolsonaro”.

Nitidamente, está em jogo duas questões muito importantes. A primeira delas, mais imediata, é a campanha da burguesia contra Bolsonaro. Uma campanha eleitoral com vistas ao desgaste de Bolsonaro visando à candidatura da chamada “terceira via”. Mas também uma manobra, embora a longo prazo e bem complexa, para uma possível impugnação de Bolsonaro para as próximas eleições, abrindo o caminho também para a “terceira via” direitista ─ embora essa impugnação seja muito improvável neste momento.

De outro lado, a ação do TSE é mais um capítulo da ditadura dos tribunais. Não se trata aqui de saber o que querem os bolsonaristas ao criticarem o TSE e as eleições. Trata-se simplesmente do direito de qualquer cidadão de criticar o que bem entender e a ação contra Bolsonaro pode muito bem – e com certeza será assim – se voltar contra a esquerda ou um cidadão comum que critique a eleição do modo como é conduzida.

A verdade é que o TSE, assim como os demais tribunais superiores – principalmente o STF -, é uma instituição antidemocrática e ditatorial. Sequer deveria existir.

O Tribunal é um órgão eleito por ninguém que tem o poder de interferir nas eleições. Ou seja, é uma instituição que interfere de fora nas eleições; isso por si só é antidemocrático. Uma eleição verdadeiramente democrática só pode ser controlada pelo povo, por instituições controladas pelas organizações populares e os partidos que participam do pleito.

O que está a caminho é uma nova fraude eleitoral. O TSE foi essencial para a fraude que deu a vitória para Bolsonaro em 2018, impugnando ilegalmente a candidatura de Lula.

Sob a cobertura de que está atuando contra Bolsonaro, o TSE está preparando um novo golpe contra o povo brasileiro. Esse golpe, entre outras coisas, passa por excluir da eleição os dois candidatos que têm alguma base eleitoral. Em primeiro lugar o próprio Lula, disparadamente o candidato mais popular do País; em segundo lugar, Bolsonaro, que mantém sua base de extrema-direita que, embora seja minoritária, é maior que a nulidade eleitoral dos candidatos à “terceira via”.

Para enganar os incautos, o TSE se apresenta como Deus. O Judiciário seria a representação divina na Terra, portanto, critica-lo seria um pecado digno de punição severa.

Por sua vez, as eleições seriam o ente mais sagrado que existe na Terra e criticá-las também seria passível de punição. É como se no Brasil nunca tivesse existido fraude.

A esquerda pequeno-burguesa acredita em tudo isso. Acredita na santidade do TSE e das eleições e na pureza das urnas eletrônicas. Tão santas e tão puras que não se pode sequer criticá-las!

Por isso, essa esquerda apoia todas as ações antidemocráticas, a pretexto de serem supostamente contra Bolsonaro.

Há quem goste de fazer papel de trouxa, esse é o caso de boa parte da esquerda pequeno-burguesa. Ela está apoiando uma política ditatorial cujo maior prejudicado será a própria esquerda. Eis o problema de não ter uma política própria e seguir o que dizem os jornais burgueses, a direita golpistas e as sagradas instituições da burguesia.

Com essa posição, a esquerda abandona o princípio básico da luta democrática e se entrega para o controle dos golpistas, esses que colocaram Bolsonaro na presidência. A esquerda deixa o caminho livre para uma nova fraude eleitoral, cujo TSE é instrumento essencial.

A única política correta é a defesa da extinção do TSE e do controle das eleições pelo povo.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.