Menu da Rede

A farra das empresas de ônibus com dinheiro público

  • Capa
  • Editorial
  • Todos os países têm o direito de ter armas nucleares

Irã, Coreia do Norte, Brasil

Todos os países têm o direito de ter armas nucleares

Imperialismo boicota as iniciativas dos países atrasados

EUA versus Irã – Reprodução

Receba o DCO no Email

Após cinco meses desde que foram interrompidas, negociações para um acordo nuclear do Irã foram restauradas na última segunda-feira, dia 29/11. Os países imperialistas europeus, França, Alemanha e Reino Unido, mais China e Rússia, chegaram a um consenso com representantes do governo iraniano em reunião em Viena.

Em 2018, os Estados Unidos deixaram o Plano de Ação Conjunto Global, quando Donald Trump acusou os iranianos de não cumprirem o combinado. O objetivo das articulações é fazer com que os norte-americanos retornem às tratativas.

A acusação é a de que os iranianos estariam usando centrífugas avançadas para enriquecer urânio. Segundo o país, esse procedimento está sendo usado apenas para gerar energia. Os inspetores da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) não têm acesso ao programa nuclear do Irã.

O governo iraniano, como o de qualquer outro país, tem todo o direito de impedir a ingerência de outros países. A tentativa de enquadrar o Irã, que acontece também com outros países como a Coreia do Norte, é a política do imperialismo de submeter os países pobres à escravidão eterna.

Não apenas todos os países têm o direito de desenvolver a energia nuclear. Todos os países devem ter o direito de desenvolver armas nucleares. É uma questão fundamental de soberania nacional, que deve ser garantida a todos os povos do mundo.

A propaganda imperialista contra as armas nucleares é mais um cinismo do imperialismo. Enquanto EUA, França, Inglaterra etc. não apenas podem ter e desenvolver armas nucleares, como também fazem as maiores atrocidades no mundo, com ou sem o uso delas.

O interesse por trás da propaganda anti-nuclear é o mesmo do boicote imposto ao desenvolvimento industrial e independência econômica dos países atrasados. Trata-se, em última instância, da política de tipo colonial.

Países como o Irã enfrentam um enorme boicote econômico simplesmente por tentar exercer seu direito soberano de desenvolver sua tecnologia nuclear.

No Brasil, por exemplo, o imperialismo impõe uma política agressiva. Até mesmo as tímidas iniciativas de usinas nucleares em Angra dos Reis sofrem intensa sabotagem. Isso fica muito visível na ausência de um desenvolvimento desse empreendimento. O Almirante Othon, considerado o pai do programa nuclear brasileiro, foi preso durante o avanço da direita golpista em meio à Operação Lava Jato ─ fabricada pelos EUA. Foi uma clara medida política do imperialismo para castrar qualquer desenvolvimento do programa nuclear brasileiro, bem como para tomar o país de assalto.

Por que as grandes potências podem ter armas nucleares e os outros países não? China e Rússia conseguiram obter a tecnologia e desenvolver armas nucleares, caso contrário certamente já teriam padecido sob as botas dos exércitos imperialistas. O mesmo vale para a Coreia do Norte. A Líbia e o Iraque, que abandonaram seus programas nucleares, tiveram um triste fim.

Não há soberania nacional sem um forte sistema de defesa. Nesse sentido, todos os países oprimidos têm o direito de se defenderem. Afinal, os “humanitários” norte-americanos foram os que utilizaram armas nucleares contra populações civis inteiras. Eles e as potências imperialistas são as ameaças. E precisam ser freados.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.