Menu da Rede

Veja quem são os principais candidatos do PCO no Sul do País

  • Capa
  • Editorial
  • Ministério de Boric: demagogia para disfarçar o neoliberalismo

Identitarismo

Ministério de Boric: demagogia para disfarçar o neoliberalismo

Para mascarar sua política econômica neoliberal, Boric inclui maioria de mulheres em nova composição ministerial

Uma esquerda pró-imperialista – Reprodução

Receba o DCO no Email

O recém eleito presidente do Chile, Gabriel Boric, apresentou nesta sexta-feira o nome de todos os 24 ministros que farão parte do Gabinete de seu governo, que iniciará oficialmente a partir do dia 11 de março.

O anúncio de Boric foi marcado por uma verdadeira “comoção” de setores da pequena-burguesia, dado o fato que o seu governo será composto por maioria de mulheres, que liderarão no total, 14 pastas, além de integrar partidos “social-democratas” que se passam de esquerdistas.

Por de trás de toda a demagogia, que “festejou” a nomeação de mulheres como Maya Allende, neta de Salvador Allender que, como uma piada de mal gosto, comandará a pasta da Defesa, a mesma que serviu para assassinar seu avô décadas atrás. Uma campanha abertamente direitista e pró-imperialista do governo de Boric, muito longe do que afirmava a esquerda pequeno-burguesa a respeito do seu governo.

O primeiro destaque é Antonia Urrejola Noguera, a primeira mulher a ocupar a chancelaria no Chile, uma verdadeira inimiga de Cuba e Venezuela. A mesma é ex-membro da Comissão Interamericana de Direitos Humanos e ligada à OEA, servindo desde então como uma das porta-vozes da campanha que Nicolas Maduro “viola os direitos humanos” e de ataque aos demais governos da esquerda latino-americana.

Outro nome importante para os ministros de Boric é Mario Mercel, então presidente do Banco Central durante o governo da extrema-direita chilena, e festejado pela imprensa burguesa como novo ministro da Fazenda, por dar “sinal de estabilidade e responsabilidade aos mercados”, demonstrando seu total alinhamento com a política neoliberal.

Não há dúvidas que toda esta política demagógica e identitária de Boric serve apenas para mascarar a verdadeira política direitista de seu governo. O identitarismo que se revela mais uma vez uma política do imperialismo para acobertar seus crimes em todo o mundo, no caso Chile, acobertar um governo da chamada “nova esquerda”, que aos poucos está ficando claro que de esquerda possui absolutamente nada.

O governo Boric iniciou com uma verdadeira guinada à direita, tornando-se exatamente o que precisava a burguesia chilena e o imperialismo no país, um governo que estabilize a situação de convulsão social, faça demagogia com os setores da classe média e mantenha na prática uma verdadeira política neoliberal, sob o comando dos grandes capitalistas.

Boric é assim como Lenin Moreno, um governo a serviço da direita e do imperialismo. Sua política, no Brasil muito apoiada pelo PSOL e demais setores da esquerda pequeno-burguesa, mostra a que ser finalmente o identitarismo, a demagogia com o problema das mulheres e a “nova esquerda”, que ataca Maduro, defende a “democracia” imperialista e, na prática, se torna uma esquerda anti-nacionalista.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.