Acompanhe o Resumo do Dia na COTV

Fingir que é mas não é

Um impostor político

Ciro Gomes é como todo político burguês, tenta parecer algo que não é nem nunca foi, atrás de votos, cargos e apoio

Ciro ocupou o ministério da Fazenda no lugar de FHC para que este fosse candidato à presidência – Arquivo

Receba o DCO no Email

A maior arte do político burguês é enganar o povo enquanto faz as maiores atrocidades contra ele. Nesse sentido, o político picareta tem a capacidade de fazer todo o mal possível durante quatro anos de mandato contra seus eleitores e mesmo assim ser votado novamente por eles.

Cada um se vira como pode nessa arte. Há aqueles mais tradicionais que fazem demagogia, que compram votos que vão nos bairros fingir que são do povo. São farsantes que não têm nenhuma relação com o povo que eles fingem representar.

Há um tipo bastante peculiar de político picareta: aquele que quer passar de esquerdista mesmo sendo de direita. Com a polarização política no País, esse tipo tem aparecido com certa frequência. Ser de esquerda é muito popular, enquanto que a direita – principalmente a direita tradicional – é cada vez mais impopular. Então, nada melhor do que aparecer junto com algum esquerdista, defender algumas ideias confusas que parecem de esquerda e fazer discurso radical para tentar enganar alguns incautos e conseguir o seu lugar ao sol.

O caso mais exemplar de impostor político é Ciro Gomes. Nem deveria ser preciso repetir pela enésima vez que Ciro, hoje no PDT, começou sua carreira no partido oriundo da ditadura, o PDS. Logo no início dos anos 90, foi governador do Ceará pelo PSDB – sim, o PSDB! – e de lá para cá passou por diferentes siglas, algumas mais direitistas outras menos, mas todas elas burgueses.

Ciro Gomes, antes de qualquer coisa é um típico político burguês oportunista. Atrás de votos e cargos, é capaz de se adaptar a todas as situações.

De uns tempos para cá, após décadas fazendo troca-troca de partido burguês em partido burguês, Ciro Gomes começou a ser apresentado como um esquerdista. Um esquerdista nacionalista. Ninguém explica de onde viria essa mudança, nem de onde vem esse nacionalismo, o importante é parecer.

Assim como um político burguês tem que parecer defender o pobre na eleição para ganhar voto, Ciro tenta parecer de esquerda para receber apoio de esquerdistas.

Ciro Gomes é um impostor político. Nunca foi de esquerda, nunca foi nacionalista. Essa farsa é alimentada pela própria burguesia que utiliza essa confusão contra a esquerda.

Enquanto critica o PT e a esquerda e chama Lula de corrupto, faz discurso inflamado como se suas críticas fossem à esquerda. Daí que vem a lenda de que seria nacionalista. Apontando cinicamente os erros da política econômica dos governos do PT, tenta parecer um nacional-desenvolvimentista quando na realidade é um neoliberal, um defensor da privatização, um político a serviço do imperialismo, como mostra reportagem abaixo do Jornal do Brasil quando ele foi ministro da Fazenda de Itamar Franco.

Na edição dessa semana da Revista do DCO o leitor poderá relembrar alguns episódios do impostor Ciro Gomes. Boa leitura!

Ciro privatizador, o ministro da Fazenda Neoliberal de Itamar Franco

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.