Menu da Rede

Padre Júlio Lancellotti denuncia política criminosa da prefeitura

  • Capa
  • Editorial
  • Bolsonaro está vendendo a Amazônia para Elon Musk e a CIA

Falso nacionalismo

Bolsonaro está vendendo a Amazônia para Elon Musk e a CIA

Presidente ilegítimo do Brasil é uma prostituta do imperialismo

Jair Bolsonaro e Elon Musk – Montagem: DCO

Receba o DCO no Email

No mesmo ano em que a Eletrobras e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), dois colossos que empregam milhares de pessoas e movimentam bilhões de reais, estão sendo privatizadas por uma corja a serviço dos vampiros do mercado financeiro, o ministro das Comunicações do governo Bolsonaro ensaia outra entrega criminosa do patrimônio brasileiro. Conforme anunciado pelo próprio Fábio Faria nas redes sociais, o governo Bolsonaro o enviou para os Estados Unidos para negociar a entrega da Amazônia junto ao bilionário Elon Musk:

Elon Musk é um dos vampiros por trás dos golpes de Estado na América Latina. Há não muito tempo, nem fez questão de esconder sua participação direta na derrubada do governo nacionalista de Evo Morales. “Vamos dar golpe em quem quisermos”, disse Musk, reafirmando o seu interesse em tomar o lítio do território boliviano. E é exatamente o que ele quer fazer no Brasil.

Segundo Fábio Faria, o objetivo do Ministério das Comunicações seria o de trazer os satélites da Tesla/SpaceX, de propriedade de Elon Musk, para a Amazônia. A desculpa? Favorecer o projeto de preservação “Amazônia Legal” e levar internet às escolas rurais. A verdade? Bolsonaro está permitindo que a tecnologia norte-americana vigie e monitore uma das áreas mais ricas e disputadas do planeta.

Quisesse Bolsonaro desenvolver a Amazônia, estaria investindo na indústria nacional, e não abrindo os cofres para os bancos, como fez no início da pandemia, dando 1 trilhão de reais para os tubarões do mercado financeiro, nem seguindo a política fiscal imposta desde o governo de Michel Temer. Bolsonaro está abrindo as portas da Amazônia para um homem confessamente golpista, um cidadão que patrocinou um golpe de características fascistas na Bolívia para roubar suas riquezas naturais. Bolsonaro quer que Musk repita isso no Brasil, mas sem precisar depor um governo porque o governo de Bolsonaro já é um preposto dos magnatas e bilionários imperialistas.

Se Elon Musk foi capaz de derrubar um governo inteiro na Bolívia apenas para roubar o seu lítio, por que então estaria interessado na “preservação” da Floresta Amazônica? Por que então estaria tão interessado na educação dos ribeirinhos? É óbvio que não está.

O interesse de Elon Musk, como é mais do que é óbvio, é tomar conta da Amazônia. É infiltrar-se em uma parte importante do território brasileiro, ocupando terras, expulsando a população local e vigiando ativistas e povos locais. É uma verdadeira invasão a um território que é patrimônio do povo brasileiro.

A parceria de Bolsonaro e Elon Musk não é, nem de longe, um caso qualquer. A ocupação da Amazônia é uma política do imperialismo. Neste exato momento, tropas norte-americanas estão explorando a Amazônia. Em toda conferência ambiental, surge a “preocupação” com a Amazônia, que é a fachada para que a França, a Inglaterra, a Alemanha e os Estados Unidos ingiram no País.

Permitir que capitalistas estrangeiros, seja sob a desculpa de “levar a tecnologia” ou de “preservar a floresta”, tomem conta da Amazônia é um crime de lesa-pátria. Bolsonaro, neste sentido, é um discípulo de Fernando Henrique Cardoso, José Sarney e todos os antigos governantes que chegaram ao governo para entregar o país para os maiores inimigos da humanidade.

Bolsonaro não é “patriota”, é uma prostituta dos EUA

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.