Menu da Rede

Bolsonaro lança Programa Habitacional: Minha Casa, Minha Milícia

Editorial

Bolsonaro está com os dias contados?

É uma política oportunista da esquerda subestimar o bolsonarismo. Pelo contrário, é preciso garantir sua derrota nas ruas através da mobilização dos trabalhadores.

Subestimar um inimigo que está ativo e busca mobiliza sua base social é um erro grave – Reprodução

Receba o DCO no Email

Na quarta-feira, 28 de julho, foi publicada uma pesquisa de intenção de voto realizada pela Futura Inteligência em parceria com a Modalmais. No total, 2.006 pessoas foram ouvidas nas cinco regiões do País entre os dias 23 e 26 do mesmo mês.

De acordo com o cenário apresentado pela pesquisa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria 51,3% das intenções de voto no segundo turno das eleições presidenciais contra 32,9% do atual presidente ilegítimo Jair Bolsonaro (ex-PSL, sem partido).

Os levantamentos realizados nos últimos três meses são unânimes em apresentar um cenário eleitoral onde Lula venceria Jair Bolsonaro. Na pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha, há 20 dias, o petista tinha 58% das intenções de voto num eventual segundo turno contra Bolsonaro.

A pesquisa da CNT/TDMA, divulgada no início de julho,  mostra Lula com 52,6% frente aos 33,3% do atual presidente fascista.

A popularidade do ex-presidente Lula é tamanha que nem mesmo os institutos de pesquisa da burguesia são capazes de escondê-la. Amplos setores da população pobre e trabalhadora consideram Lula como uma alternativa real, do ponto de vista eleitoral, a Jair Bolsonaro para o pleito de 2022.

As pesquisas apontam que Bolsonaro perderia para todos os candidatos, até mesmo para Ciro Gomes (PDT), político ligado à direita golpista e candidato à “terceira via”. Há de se ter muito cuidado com um clima de otimismo como se tratasse de uma questão de tempo para Bolsonaro ser, inevitavelmente, derrotado.

Se é fato que Bolsonaro não deve ser superestimado, também não se deve incorrer no erro de subestimá-lo. O fascista tem feito acordos com o bloco político do “Centrão” (MDB, PSDB, DEM, Progressistas, Republicanos, PTB, SD, PSL) no Congresso Nacional. Recentemente, Bolsonaro nomeou o senado Ciro Nogueira (Progressistas- PI) para ocupar a Casa Civil do governo federal. Partidos como PSL e MDB compõem sua base de governo no Congresso.

As Forças Armadas são um dos principais pilares de sustentação do governo. São milhares de militares da ativa e da reserva ocupando cargos civis em todos os escalões do aparelho  do Estado. Os militares vetam qualquer iniciativa de retirada do governo pelas vias institucionais, conforme o País presenciou quando se colocou a questão do impeachment no Congresso

O bolsonarismo não está derrotado. O presidente fascista tem procurado organizar sua base social e aprofundar o controle sobre o aparelho repressivo (Polícia Militar, Polícia Civil, Forças Armadas, sistema carcerário, agências de inteligência). Como cavalos de batalha, Bolsonaro levanta as questões do voto impresso e o armamento do povo, o que o faz se chocar com determinadas instituições da burguesia, odiadas pelo povo, como o Supremo Tribunal Federal (STF).

É uma política oportunista  por parte da esquerda subestimar Bolsonaro. Não se pode baixar a guarda! É preciso mobilizar nas ruas contra o governo e agitar uma greve geral.  A luta dos trabalhadores deve se direcionar contra Jair Bolsonaro, mas também contra a burguesia de conjunto e a manobra da Frente Ampla.  

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.