Menu da Rede

Cerca de 800 militares ucranianos se rendem em Azovstal

  • Capa
  • Editorial
  • Bolsonaro compra centrão novamente na PEC dos Precatórios

Fisiologismo

Bolsonaro compra centrão novamente na PEC dos Precatórios

Medida é uma manobra que contraria os interesses fundamentais do imperialismo, mas acabou passado pelo velho esquema de compra de votos do centrão

Jair Bolsonaro – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos Precatórios foi aprovada em segundo turno na Câmara dos Deputados. Proposta pelo próprio presidente ilegítimo Jair Bolsonaro, a PEC é, na prática, um calote nas contas públicas. O objetivo de Bolsonaro é empurrar uma série de compromissos da união com empresas e pessoas físicas, incluindo beneficiários da Previdência Social, para o próximo mandato pagar.

A PEC dos Precatórios foi a forma que Bolsonaro encontrou para driblar a PEC do Teto, um dos pilares econômicos do regime político golpista. Primeira grande medida econômica do governo Temer, que causou muita crise no regime, incluindo centenas de ocupações de escolas, a PEC propunha o congelamento de gastos por 20 anos. Tal projeto inviabilizaria — não fosse o calote da PEC dos Precatórios — a principal iniciativa eleitoral de Bolsonaro no momento, que é a implementação do Auxílio Brasil — um programa de assistência social no valor de R$400.

Artigos Relacionados

A preocupação do genocida Bolsonaro não é, obviamente, salvar a população da miséria. É, antes de tudo, uma tentativa de comprar o voto de uma parcela desesperada da população, apresentando-se como uma espécia de “pai dos pobres”.

Menos preocupada ainda está a burguesia, que é a dona dessas medidas temerosas de ajuste fiscal. Os setores mais pró-imperialistas, como o PSDB e a Folha de S.Paulo, dizem cotidianamente que todo ataque que Bolsonaro dispara contra o povo é pouco: é preciso ir além nas reformas da Previdência, trabalhista ou tributária. É preciso saquear mais, roubar mais, explorar mais. Por isso, a princípio, estavam contra a PEC dos Precatórios, uma vez que estavam contra o Auxílio Brasil e integralmente a favor da manutenção do Teto de Gastos.

Acontece que a maioria do Congresso Nacional não é controlada a mão de ferro pelo setor principal da burguesia. E Bolsonaro, que detém um aparato gigantesco — leia-se, o orçamento nacional — conseguiu comprar deputados suficientes para passar a matéria. No primeiro turno e, agora, no segundo turno.

Essa não é, nem de longe, a primeira vez que Bolsonaro compra o Congresso e, com isso, avança na situação política. Nas eleições para presidente da Câmara, conseguiu eleger Arthur Lira (PP) e, assim, desbancar Rodrigo Maia (DEM). Na votação sobre o voto impresso, obteve uma maioria, embora não conseguisse o número de votos suficiente para aprovar seu projeto.

Essa é, afinal, a tendência. Os “antibolsonaristas” do Congresso Nacional não passam de deputados. Isto é, de sujeitos tão fisiológicos que são capazes de vender a própria mãe por um cargo.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.