Menu da Rede

Acompanhe o Resumo do Dia na COTV

Henrique Simonard

Membro do Comitê Central Nacional, coordenador da Aliança da Juventude Revolucionária, apresenta o programa Central do Brasil às quintas na COTV. Também é editor do Jornal Partido, jornal para militantes e filiados do PCO.

Como rebater as críticas

Se não pode com eles, chame de lunáticos!

Juliano Medeiros e Guilherme Boulos seguem provando que o PCO é o partido "insignificante" mais comentado do país

Boulos grita: lunáticos! ao se referir ao PCO e Juliano faz carão – Foto: reprodução

Receba o DCO no Email

Guilherme Boulos e Juliano Medeiros, dupla dinâmica do PSOL, deram cada um, uma entrevista essa semana, o primeiro para o UOL e o segundo para o 247. Em ambas, os integrantes da dupla dinâmica do Não Vai Ter Copa, caluniaram o PCO quando indagados sobre o mesmo. A resposta que deram foi idêntica  “o PCO é um partido de lunáticos!”.

Esqueçamos o fato de ser um recurso de gente preguiçosa, mas ao invés de tentar atacar as ideias do PCO ou rebater as graves denúncias feitas pelo mesmo, indicando o papel de Guilherme Boulos na campanha contra Dilma, ele que trabalha agora com o então chefe da Polícia Federal, o antigo chefe do GSI, e o ex-Ministro da Justiça, eles preferem desqualificar pessoalmente quem fez a crítica. Ao invés disso, vamos nos concentrar no fato de que o único recurso aparente do PSOL para se justificar seja o ataque à reputação do PCO; o Partido Socialismo e Liberdade, que enche a boca para dizer que o nosso partido não é sério, mostra que, na verdade, quem vive de difamações e são incapazes de discutir são eles.

Para Juliano, Boulos trabalhar junto aos golpistas não é problema, problema é o PCO que cedeu uma entrevista à Jovem Pan, que Juliano caracteriza como imprensa golpista, Boulos ao ser indagado pelo democrático UOL sobre as denúncias feitas pelo DCO, diz que a esquerda vai muito bem e nunca esteve tão unida, e que o PCO não passa de uma seita de lunáticos. Guilherme deu um excelente exemplo da unidade da esquerda, referindo-se otimista à possibilidade de PSOL e a Rede golpista de se unirem em uma Federação Partidária.

Boulos e Juliano atacam o PCO para tentar calar quem denuncia o objetivo do PSOL e daqueles que se autoproclamam de “nova esquerda”: sabotar por dentro a esquerda nacionalista e a luta contra o imperialismo.

Juliano e seu partido agora deram para atacar Lula e o PT por sua aliança com Alckmin. Uma acusação como esta vindo de um partido como o PCO, que não mantém relações com nenhum elemento da burguesia é compreensível e até mesmo esperada, mas vinda do PSOL que implorava meses atrás para que o PSDB participasse das manifestações, que trabalha com Daiello, Jungmann e Etchegoyen, é de uma hipocrisia muito grande. Vale lembrar que mesmo com críticas o PCO apoiará Lula se o mesmo escolher o tucano de vice, mas o PSOL, com Alckmin ou sem ainda não declarou apoio a Lula, logo eles que falam sempre em união.

Fica evidente de diversas maneiras que o partido da esquerda pequeno-burguesa, assim como durante o impeachment de Dilma, quer do PT não a aliança, mas somente o eleitorado. Em São Paulo, Boulos ainda mantém sua candidatura para governador, mesmo tendo a oportunidade de mostrar a aliança da esquerda que tanto comemora e apoiar Haddad, atualmente primeiro colocado nas pesquisas. Nacionalmente o PSOL falou em Federação Partidária com todos os partidos menos o PT. Aposto meus milhões desviados no Fundo Eleitoral do PCO que se indagado sobre a razão de não falarem em federação com o PT vão culpar o “hegemonismo do PT”. Para o PSOL é assim, o partido maior (PT), tem que deixar os partidos menores (PSOL, PSB, Rede, PCdoB, PCB, PDT etc.) liderarem, caso o contrário é “hegemonismo”!

O resultado de toda essa gritaria contra o PCO não poderia ser diferente: os que acusam o PCO de lunatismo e profetizam seu fim, estão lutando pela existência através de fusões com outros partidos, vendo um cada vez mais personagens notórias saírem do partido, enquanto o PCO cresce e se consolida.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.