Menu da Rede

Toninho: arma para derrotar essa situação é a mobilização do povo

Roberto França

Professor de Geopolítica da Universidade Federal da Integração Latino-Amerina - Unila. Militante do PCO, colunista e redator no Diário Causa Operária, redator no Jornal Causa Operária

Uma Nação de Paz

Othon: “Para a bomba atômica é um passo”

"Com um segredo de Estado como esse, fosse um homem ganancioso, estaria bilionário" (Almirante Othon)

Projeto de centrífugas de enriquecimento de urânio. Na foto, Lula (esq.); Othon (dir.) e Dilma (centro) – Reprodução

Receba o DCO no Email

Projeto de centrífugas de enriquecimento de urânio. Na foto, Lula (esq.); Othon (dir.) e Dilma (centro).

O oftalmologista Vito Angelo Duarte Pascaretta encaminhou proposta para a Ideia Legislativa do Senado Federal . “A proposta, apresentada em 13 de outubro de 2020 por meio do Portal e-Cidadania, atingiu em 2 de novembro os 20 mil apoios necessários para transformar-se em sugestão legislativa — até aquela data, a ideia ultrapassa os 27.900 apoios. Caso aprovada pela comissão, a sugestão se tornará um projeto de lei.A ideia legislativa foi apresentada pelo cidadão paranaense Vito Angelo Duarte Pascaretta, sob o argumento de que “As Forças Armadas Brasileiras necessitam da bomba nuclear para dissuadir interferência estrangeira em nosso território nacional”. E complementa: “A Amazônia Brasileira é nossa!”. Na forma da Sugestão 31/2020, a ideia foi encaminhada em 16 de novembro para a apreciação da CDH, onde aguarda designação do relator”. Fonte: Agência Senado

Uma bomba atômica é um instrumento de paz fundamental, além de promover a articulação de diversas cadeias produtivas, desde a extração consciente do Urânio pelo Brasil, até a indústria de informática, passando pelos pneumáticos, automotivos e diversas inovações em engenharia de materiais. Na realidade, o Brasil precisa dar um passo e fazer bombas atômicas e importar mísseis balísticos de Rússia, China e Irã, além de ocupar todos os territórios do Brasil para essa finalidade. O arquipélago de São Pedro e São Paulo deve ter uma base militar, ao invés de base de pesquisa, com submarinos nucleares protegendo a Amazônia Azul.

Artigos Relacionados

Precisamos retomar a base de Alcântara (tarefa complexa e muito difícil) e estabelecer uma Zona altamente militarizada para lançamento de foguetes, sob proteção dos lançadores S-500 e mísseis da série Zircon importados da Rússia, até o domínio da tecnologia, já que certamente uma guinada dessas levaria a algumas sanções econômicas. Roraima e Amapá precisam ser bases de manobras e exercícios militares e pontos para lançamento de mísseis na direção dos Estados Unidos.

S-500 russo
Zircon

Os parques de mineração de Urânio precisam estar organizados em cadeias produtivas e sob controle da inteligência brasileira, a fim de não sermos expropriados de uma fonte riquíssima de energia. Além de nacionalizar a  Eletronuclear em 100%, precisamos criar estatais que produzem energia mais barata e limpa para a população.

Essa condição faria com que os Estados Unidos recrudescesse no uso de sua maior organização terrorista, a Drug Enforcement Administration (DEA) na Colômbia, seu maior protetorado na região da Amazônia. O DEA supostamente cumpre um papel dos Rotschilds e Companhia das Índias Orientais no tráfico de ópio, conforme já apresentamos neste Diário. A denúncia é do lendário jornalista investigativo, Robert Perry. De acordo com o jornalista, o relatório é da própria CIA. Para tanto, o fortalecimento da fronteira no Estado do Amazonas deverá ser massivo, com utilização de caças e navios modernos.

Depreende-se muitas consequências, inclusive conflitos com os vizinhos como Perú e Paraguai, países rendidos aos Estados Unidos, especialmente o Estado Tampão que faz Fronteira com Paraná e Mato Grosso do Sul, onde há muito tempo o domínio dos Estados Unidos é praticamente completo. Em todo, caso, o Brasil precisaria ter guarnições como a Rússia para proteger de infiltrações e milícias advindas de outros países.

Por que uma bomba? Almirante Othon e Igor Kurchatov explicam

Kurchatov foi o físico responsável pelo desenvolvimento da União Soviética e seu legado científico permanecesse na indústria de defesa da Rússia. Kurchatov disse: “Acredito profundamente e sei firmemente, que nosso povo, nosso governo, só dará ao bem da humanidade as conquistas desta ciência”. A finalidade de Kuchatov era pacífica.

Kurchatov Poststamp.jpg
Selo em homenagem à Kurchatov

Mesmo antes do fim do desenvolvimento militar, ele procurou desenvolver trabalhos sobre o uso pacífico da energia atômica. Por sugestão dele, no final dos anos 40, a pesquisa direta nessa área se desdobrou. Cientistas soviéticos foram encarregados de projetar e construir uma usina nuclear piloto para resolver o problema científico e técnico da construção de grandes usinas nucleares industriais. A supervisão científica do trabalho foi realizada pelo Instituto de Energia Atômica.

Em 1954, Kurchatov liderou o lançamento da primeira usina nuclear do mundo, que abriu a era do uso pacífico da energia atômica. Desde meados dos anos 1950, Kurchatov, juntamente com seu vice para o Instituto, o acadêmico A.P. Alexandrov, liderou o desenvolvimento de um programa para o desenvolvimento da energia atômica em nosso país no Comitê Estadual para o Uso da Energia Atômica, que previa o uso generalizado da energia atômica para energia, transporte e outros fins econômicos nacionais. Descrevendo este programa, Kurchatov escreveu: “Na União Soviética, uma grande construção de energia está sendo realizada. Temos uma variedade de recursos energéticos naturais […]. Os recursos que temos serão suficientes para as próximas décadas, mas em um futuro mais distante, a energia nuclear pode vir a ser aquela fonte quase inesgotável e relativamente barata que fornecerá uma abundância de energia na parte europeia da URSS.”

Por aqui, temos o Almirante Othon, que foi preso em 28 de julho na Operação Radiotividade, uma das fases da Operação Lava Jato. Ontem, dia 8 de fevereiro, o Brasil 247 publicou a matéria feita pelo Jornalista Miguel do Rosário, sob o título “Como a prisão do Almirante Othon serviu aos interesses dos EUA” . A reportagem é bastante substancial em termos da perseguição do imperialismo ao Almirante e não nos deteremos na questão de como foi a perseguição. Contudo, por intermédio de reportagem da Revista Sociedade Militar , Othon Luiz Pinheiro da Silva declarou: “[…] conseguiu enriquecer urânio! Um conhecimento como esse, na nossa Nação – uma nação de paz -, permitiu serem feitos eletronucleares; um conhecimento como esse gera uma bomba atômica, para a bomba atômica é um passo”.

Parte do depoimento do Almirante Othon, à Lava Jato.

É possível desenvolver cadeias de produção do Urânio no Brasil?

Sim, o Brasil faz parte de um seleto grupo de países capazes de enriquecer o Urânio e a tecnologia permite esse desenvolvimento e, embora o país participe do Tratado de não proliferação de armas nucleares (TNP), de 1968, o Brasil é um país grande o suficiente do qual muitos países tem forte dependência em termos econômicos e recursos, sendo possível declarar uma independência do imperialismo, desenvolvendo uma tecnologia mais eficiente para resolver a crise energética e até mesmo dissuadir os inimigos.

Além disso, o Brasil é um dos maiores produtores de urânio do mundo. De acordo com a World Nuclear Association:

“Encontram-se vestígios de urânio em muitos pontos da crosta terrestre. O minério de urânio mais comum e importante é a uraninita, composta por uma mistura de UO2 com U3O8. (O maior depósito do mundo de uraninita situa-se nas minas de Leopldville no Congo, na África). Outros minerais que contém urânio são a euxenita, a carnotita, a branerita, a torbernite, e a coffinita. Os países com maiores reservas de urânio são: Austrália, Cazaquistão, Canadá, Rússia, Namíbia, África do Sul, China, Niger e Brasil, nesta ordem (Fonte: World Nuclear Association).”

Sem contar a eficiência energética, trazendo soberania nesse campo, além de capacitar nossas indústrias sem a dependência de mais multinacionais, constituindo circuitos produtivos e capacitando o país em se defender de ameaças externas como são os Estados Unidos.

Fonte: Biblioteca Seplan

O Brasil adotou como tecnologia de reatores os reatores a água leve pressurizada (PWR), que usam
como combustível urânio enriquecido até 3,5%. O nível de enriquecimento para a aplicação bélica
deve ser maior que 90%. Atualmente o Brasil utiliza apenas 3% de energia nuclear para abastecer indústrias e domicílios, mas a capacidade poderia ser expandida com as reservas de urânio que temos.

Fonte: Galileu

Fundamental aqui são as dimensões para um independência do Brasil e construção do Socialismo, que necessariamente passa por pensar um projeto de tomada de Poder e instrumentos de guerra e energia. Para tanto, o projeto do Almirante Othon, um nacionalista, não necessariamente um socialista, era construir um país soberano, que possa se orgulhar de seu próprio desenvolvimento. Não faz sentido dispor de um elevado nível de recursos e entregar para os países imperialistas, para isso é preciso se defender, e não há melhor defesa que aparato militar de alta tecnologia, desenvolvimento de sistemas informacionais próprios e expulsão de toda maquinaria de espionagem e de softpower como ONGs e think tanks do imperialismo.

Em última instância recorramos a Clausewitz, no livro “Da Guerra” (um livro que toda a esquerda deve ler também): “Na realidade, há duas coisas que podem substituir a impossibilidade de resistir e de fornecer motivos para a paz. Em primeiro lugar é a improbabilidade do êxito e, em seguida, o preço excessivo que é necessário pagar”.

Por ora, enquanto temos o nacionalista Lula, para desenvolver novamente essa indústria fundamental para o país.

Lula Presidente, contra os golpistas, certamente retomará esse projeto, a fim de colocar o Brasil novamente no caminho do desenvolvimento nacional contra o imperialismo. Lula sabe que a soberania energética nuclear anda junto com desenvolvimento de bombas e aparato militar robusto, que estimulará diversos circuitos produtivos e novas parcerias com China e Rússia.

Jair Bolsonaro e sua turba de militares entreguistas, não têm condições de desenvolver tal iniciativa, tampouco a esquerda identitária, que acha que somente com ciranda sairemos de nossa condição de país atrasado.

*A opinião dos colunistas não representam, necessariamente, a posição deste Diário

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Blogues

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Movimentos

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!