Menu da Rede

A farra das empresas de ônibus com dinheiro público

Henrique Simonard

Militante do Partido da Causa Operária, coordenador da Aliança da Juventude Revolucionária e membro do Comitê Central do PCO, também é colunista do DCO e do JCO.

PCO

O partido que nós queremos

Um partido unido, coeso e bem construído é o remédio contra o oportunismo e o caminho para realmente mudar o país.

Nossa bandeira – Foto: reprodução

Receba o DCO no Email

Ano que vem é ano de eleição e as conversas sobre a disputa do pleito já começam a ressurgir. Alianças, estratégias, que candidatos lançar, como lançá-los, enfim o jogo da política. Todos os partidos fazem um processo parecido, é o momento de puxar tapetes e começar a briga de foices no escuro, menos o PCO.

Conversando com companheiros de outros partidos de esquerda, poucos parecem entender por que o PCO concorre à eleição e até como está vivo e crescendo até hoje. Para eles, o fato do PCO não ter ninguém eleito é uma deficiência do partido e uma demonstração de fraqueza. Não entendem como funciona um partido como o nosso.

É possível para nós eleger alguém no legislativo. No Brasil é só uma questão de dinheiro. Não seria tão fácil quanto conseguir os votos, pois para um partido como o PCO, é preciso conseguir mais do que os votos, é preciso eleger alguém de forma tão acachapante que fique difícil de fraudar. Porém dá para fazer, e se fosse nosso foco nós o faríamos. Estamos sem fundo partidário mas não deixamos de existir, temos 1 segundo de tempo de propaganda eleitoral na televisão (literalmente), uma série de arbitrariedades foram impostas pelo TSE, de modo que as candidaturas do PCO, e de qualquer um que não tenha um enorme escritório de advocacia à sua disposição, sejam cassadas, mas mesmo assim, com uma campanha militante que arrecade bastante dinheiro e recursos para eleger um militante nosso ao legislativo, nós conseguiríamos.

O problema é que não é esse o nosso foco. Se um dia o fizermos, e pode ser que o façamos em um futuro breve, será uma demonstração de força, de que não o fizemos até agora porque não queremos, e para colocar o PCO nos meios de comunicação e para o Brasil inteiro. Mas temos plena consciência que o único valor dessa vitória eleitoral será a campanha que faremos nas ruas e o destaque que isso pode nos dar. Sabemos que no legislativo não teremos força nenhuma e não esperaremos de lá nenhuma mudança.

Para o PCO, mais importante que eleger alguém para esquentar um assento em Brasília, é construir um partido militante. Trocaríamos facilmente 100 deputados por 100 bons militantes. Quadros cujo alcance no movimento operário e de juventude seria bem maior do que qualquer representante no legislativo.

Os partidos que se preocuparam em eleger e influir na política através do legislativo acabaram fazendo disso seu principal objetivo. O PT é um bom exemplo do que acontece com um partido quando adota essa política, os militantes vão ficando de lado e o partido passa a ser controlado por uma burocracia fisiológica, que por fim chantageia os militantes com cargos e dinheiro. Dessa forma, um partido de esquerda ou vira de direita, tomado pela sua burocracia, ou se esfacela completamente. No Partido dos Trabalhadores, Lula é quem mantém o partido unido e à esquerda, mas Lula não é imortal, infelizmente ninguém é, e dificilmente o PT resistirá após Lula se aposentar ou nos deixar. O metalúrgico foi fruto da época mais radical do partido, foi fruto da luta contra a ditadura e a ascensão do movimento operário, por isso é tão popular, nas atuais condições e com a política de alianças do PT, por mais contraditório que seja pois esta é a política de Lula, outro líder de massas igual jamais aparecerá.

Por isso, o foco de todo militante revolucionário sempre deve ser construir o Partido, pedra por pedra. Sempre será mais importante formar quadros, através do ensino teórico e prático. Um partido unido, coeso e bem construído é o remédio contra o oportunismo e o caminho para realmente mudar o país.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.