Menu da Rede

“Censura não muda a situação da mulher na sociedade”

Renato Farac

  • Capa
  • Colunistas
  • Tigrão com tuiteiros, tchutchuca com o latifúndio

Alexandre de Moraes

Tigrão com tuiteiros, tchutchuca com o latifúndio

A votação do Marco Temporal mostrou que Alexandre de Moraes, ao contrário do que diz a setores da esquerda frente ampla, não tem nada de democratico

O tucano Alexandre de Moraes – Foto: reprodução

Receba o DCO no Email

Nesta segunda-feira, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, devolveu o processo sobre a apreciação da Tese do Marco Temporal. O Ministro foi o responsável pelo novo adiamento em setembro da votação da Tese do Marco Temporal. Tese esta que foi elaborada pelo próprio STF, para beneficiar o latifúndio.

Essa não foi a primeira vez que Alexandre de Moraes, e muito menos o STF, atuou para adiar mais uma vez a votação do Marco Temporal para desmobilizar os indígenas e dar tempo para as manobras dos latifundiários no ataque as terras indígenas.

Esse mesmo Alexandre de Moraes está sendo colocado, por setores da esquerda pequeno burguesa como um elemento democrático e combatente da luta contra o fascismo, por estar perseguindo e prendendo elementos da extrema direita sem nenhuma significância política.

O ministro Alexandre de Moraes pediu investigação e prendeu pessoas porque deram depoimentos nas redes sociais ou vazamentos de áudios no aplicativo WhatsApp contra o STF, pedindo intervenção ou coisa parecida.

Na lista de Alexandre de Moraes estão figuras sem nenhuma importância política e muito menos com uma grande base para dar um golpe de Estado e fechar o STF. Na lista estão o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), Roberto Jeferson, o canto e deputado Sérgio Reis, e blogueiros e tuiteiros ligados a Jair Bolsonaro. Cogitou-se até a investigação do humorista Batoré devido as críticas que realizava contra o Supremo Tribunal Federal.

Observe que todos esses elementos perseguidos por Alexandre de Moraes são figura secundárias da política nacional ou fazem parte de blogs sem nenhuma influencia e de restrito alcance de público.

Fica evidente que as “ameaças” dessas figuras sem nenhuma importância são realizadas de maneira eleitoreira e não representam nenhuma ameaça real. É como queimar a estátua do Borba Gato contra o genocídio dos indígenas: sem nenhum resultado prático de defesa dos indígenas, apenas propaganda eleitoral de setores da esquerda pequeno burguesa que se recusa a fazer qualquer coisa. No caso de Alexandre de Moraes é uma tentativa de propaganda política da terceira via, como os tucanos João Doria e Eduardo Leite.

Quando o assunto é latifúndio, o skinhead de toga fica mansinho.

Ao contrário das figuras citadas acima sem nenhum poder de mobilização real e secundários da política nacional, quando está em jogo os interesses dos latifundiários, Alexandre de Moraes fica extremamente manso e cede rapidamente aos interesses desse setor contra os indígenas.

Alexandre de Moraes pediu pela segunda vez “vistas” na votação da Tese do Marco Temporal. A primeira foi em junho e agora o adiamento ficou mais escancarado como uma pressão dos latifundiários. A decisão do tchutchuca do latifúndio Alexandre de Moraes  que “fala fino” contra esse setor foi evidenciada na entrevista do vice-presidente da Bancada Ruralista no Congresso Nacional, o deputado Neri Gueller, ao Portal Notícias Agrícolas. Na entrevista, Neri Gueller disse que estavam em negociação com os ministros do STF, incluindo reunião marcada, para que houvesse o adiamento da votação do Marco Temporal para que o latifúndio ganhasse tempo para tentar aprovar antes o PL 490, que é outro grande ataque aos indígenas e suas terras, e que poderia forçar a aprovação do Marco Temporal.

Ao contrário do que setores da esquerda pequeno burguesa em mostrar o STF com “parceiro” contra a direita e o governo Bolsonaro, de serem ministros defensores da democracia ou coisa parecida, é preciso mostrar o STF e seus ministros como realmente são: uma ditadura de toga para defender os interesses dos latifundiários e da burguesia nacional contra a população explorada.

No caso de Alexandre de Moraes, o qual a esquerda aponta como um novo herói nacional (parece que essa esquerda ainda não aprendeu nada com as lições da operação Lava Jato e do ex-juiz Sérgio Moro), é um representante do latifúndio contra os interesses do povo e dos indígenas.

Como ficou evidente, Moraes atua de maneira incisiva e ditatorial contra figuras de pouca importância política, mas quando o assunto é defender o latifúndio se torna cortês e defensor. Parafraseando com o ministro Paulo Guedes quando chamado de “tigrão com os trabalhadores e tchuthuca com os banqueiros”, Alexandre de Moraes é “tigrão com tuiteiros e tchutchuca do latifúndio”.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.