Menu da Rede

Magno Souza visita vítimas do Massacre do Guapoy Mirim Tujury

Victor Assis

Militante do Partido da Causa Operária desde 2016 e membro do Coletivo de Negros João Cândido. Colunista do Diário e apresentador da Causa Operária TV.

Frente com golpistas

Dois papas

Recentemente, duas bestas-feras da burguesia se tornaram santas e entrevistaram Lula e Guilherme Boulos

Reinaldo Azevedo e José Luiz Datena – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

A entrevista de Lula para o ex-fascista e hoje bolchevique Reinaldo Azevedo foi apresentada por setores da esquerda como um dos maiores eventos da Era Cenozoica. Não foi nada disso, mas apenas uma entrevista que chamou a atenção por reunir, no mesmo programa, o maior líder popular do País, perseguido pelo golpe de Estado, e uma figura execrável, capacho do PSDB, contratado para servir ao mesmíssimo golpe de Estado.

Essa, no entanto, não foi a única entrevista em que a esquerda esteve reunida com a direita golpista. Nesta semana, o ex-candidato à prefeitura de São Paulo pelo PSOL, Guilherme Boulos, participou do programa de José Luiz Datena, ex-futuro-vice-prefeito do PSDB e dono de um dos programas mais fascistas da TV aberta. Qual o significado de ambas as entrevistas e qual a diferença entre elas?

Artigos Relacionados

O significado é bastante evidente. Trata-se de um esforço para conciliar a esquerda, que deveria representar os interesses do povo, e a direita, que é a representação política dos assassinos do povo. O esforço, que aparece sob o disfarce de “diálogo”, “contra a polarização”, “democracia” e outras tantas cretinices, é simplesmente a expressão da política de colaboração de classes. Ou, dito de outro modo, a política de submissão do proletariado aos seus inimigos políticos.

Não é segredo algum que Lula esteja em busca de uma política de boa convivência com a burguesia. O ex-presidente já falou várias vezes que não era um “revolucionário” e que, em seu governo, os bancos faturaram bilhões. O próprio PT é, em essência, um partido reformista extremamente moderado, sem qualquer pretensão de rompimento com o regime. Já os laços cada vez mais apertados de Boulos com a burguesia também não são novidade, visto que o psolista deu inúmeras demonstrações nas últimas eleições de que estaria disposto a seguir exatamente a cartilha dos capitalistas. No entanto, casos como esses sempre devem ser trazidos a público porque há, ainda hoje, uma campanha do PSOL para se apresentar como partido socialista, revolucionário e mais progressista que o PT, quando, na verdade, não passa de mais uma legenda da esquerda reformista. Quem tanto acusou Lula de ser conciliador por causa de sua participação no programa de Reinaldo Azevedo se calou quando Boulos visitou Datena.

Guardadas as devidas semelhanças — Boulos e Lula estariam se confraternizando com elementos da burguesia, expressando uma política de colaboração de classes —, os casos apresentam diferenças muito importantes. Em primeiro lugar, já chama a atenção que, ao participar do programa de Reinaldo Azevedo, Lula aumentou a audiência em cerca de 10 vezes! O programa, que costuma ser visto por 200 mil pessoas, foi visto por 2,2 milhões, se contarmos apenas o que foi assistido pelo YouTube… Já Boulos, no programa Manhã Bandeirantes, apresentado por Datena, foi visto por nada mais que 500 pessoas, o que é a média da audiência tradicional do programa e mais de quatro mil vezes menor que a audiência de Lula!

Esses dados, traduzidos, nos mostra o seguinte: Lula não precisa da burguesia — são os setores falidos da burguesia que tentam explorar a sua popularidade para se reciclar; Boulos, por sua vez, necessita da burguesia — sem a imprensa burguesa, o psolista não seria conhecido por ninguém. E isso faz toda a diferença.

Embora a política de Lula seja um equívoco, pois a burguesia apenas atrasa o desenvolvimento da luta da classe operária por um governo próprio, seu objetivo é tentar chegar a um acordo com a classe dominante a partir de um determinado capital político que o ex-presidente tem. Isto é, pela limitação do programa do PT e da política do próprio Lula, que é empírica e, portanto, centrista, o ex-presidente não acredita, neste momento, que seja possível chegar ao poder sem certa concessão dos capitalistas. Seu método, portanto, não é o de abandonar a luta dos trabalhadores e apoiar um governo da direita, mas sim de buscar um acordo que permita fazer algum tipo de política social. Como vimos durante o golpe, essa política não resolve nenhum problema fundamental: é hora, portanto, de o movimento operário, a partir dessa experiência, marchar para uma independência total da burguesia e levar sua liderança, Lula, consigo.

Neste momento de ofensiva do imperialismo, em que a direita não consegue sequer tolerar a política moderada dos governos petistas, a burguesia não quer um governo Lula, pois sabe que o movimento que o apoia é tão forte que inviabilizaria a política neoliberal “puro sangue”. Isso facilita bastante para que os trabalhadores aprendam o único caminho para a sua libertação, que é o da independência de classe. O Santo Padre Reinaldo Azevedo, eleito papa na votação secreta e obscura dos ideólogos da esquerda pequeno-burguesa, é, neste sentido, apenas uma excrescência — um abutre que está sendo escanteado pela setores dominantes da burguesia que tenta se passar como esquerdista para se manter vivo.

Já Boulos, que não tem capital político algum, não está na posição de sequer tentar um acordo com a burguesia. Boulos é um político pequeno-burguês, sem apoio real algum. Portanto, quando se une à direita, não tem nada a oferecer: acaba virando, inevitavelmente, uma marionete dos golpistas. Boulos é incapaz de se impor e, portanto, quando propõe uma “frente ampla”, está propondo, portanto, o seu apoio à direita nacional.

Nas entrevistas, isso ficou mais que claro. Os sectários de plantão, que acusam até as vírgulas dos discursos de Lula de serem reformistas, deram grande destaque às falas de Lula sobre as empresas de economia mista e sobre Luiza Trajano. Mas não tinha por que dar destaque: essa é a política de Lula, que todo mundo conhece, independentemente de ele estar na presença de Reinaldo Azevedo ou não. Já Boulos foi para a Rádio Bandeirantes falar exatamente o que Datena e toda a burguesia queriam ouvir.

O grande tema do programa foi o pedido de Guilherme Boulos no Tribunal de Justiça de São Paulo para exigir que a prefeitura de São Paulo colocasse 100% da frota de ônibus nas ruas. De fato, o aumento da frota nas ruas tem sido uma reivindicação dos rodoviários de todo o País — o que é natural, pois, com mais ônibus, menos lotação e, portanto, menos risco de contaminação para os trabalhadores do transporte. No entanto, a medida de Boulos tem um outro significado: serve apenas para legitimar de vez a reabertura do comércio. Afinal, Guilherme Boulos não é rodoviário, mas sim um político, que foi candidato a presidente. Teria, portanto, o dever de apresentar um programa de conjunto para a população. Se propõe aumentar os ônibus, mas não denuncia o motivo pelo qual os ônibus estão lotados — a reabertura da economia —, Boulos está apenas reforçando a política de João Doria e Bruno Covas (PSDB).

Essa não seria, nem de longe, a primeira vez. Boulos já havia elogiado o PSDB pela política diante da pandemia — seu pai, inclusive, é um dos coordenadores do chamado combate ao coronavírus no governo de São Paulo — e é defensor da volta às aulas. Logicamente, do mesmo jeito escorregadio e enrolão: em vez de dizer para o governo abrir logo as escolas, pede “volta às aulas com segurança”. E essa palavra de ordem é tão ridícula que, em sua coluna da última segunda-feira, Boulos, diante de 4 mil mortes diárias, disse: “volta às aulas somente com a vacinação dos profissionais da educação”. E o que fez Doria logo em seguida? Anunciou a vacinação — fajuta, como sempre — dos profissionais da educação. Agora sim, com quatro mil mortes por dia, vamos todos reabrir as escolas!

Além da questão da reabertura, é importante destacar que nem mesmo a preocupação com a questão do transporte público é real. Na entrevista, Boulos e Datena chegam a uma descoberta histórica: de que existe uma “máfia” dos transportes. E qual a grande solução de Boulos para combater essa máfia? Nenhuma. O “revolucionário” Boulos não propõe a estatização do transporte, nem sua gratuidade, nem tocou no problema das demissões dos rodoviários e da criminosa dupla função.

Não fosse tudo isso, Boulos ainda acabou passando o ridículo de servir de palanque para Datena. O apresentador fascista acabou falando mais que o próprio psolista e aproveitou o programa para chamar Lula de bandido, para elogiar Moro, para fazer demagogia com a luta contra a corrupção e enfiar todo um programa reacionário recebido por Boulos com um sorriso amarelo. Datena ainda aproveitou o momento para anunciar que a Band iniciou uma campanha contra a fome, que estaria servindo de modelo para várias outras campanhas contra a fome no País, e insinuou que Lula seria um bandido:

“É uma pena que o xadrez não está definido. Porque estava, mas voltaram atrás e abriram as portas do xadrez. Vai sair o Geddel, o Palocci, devia soltar o Marcola… que parece que é mais honesto que muito canalha que roubou dinheiro público”.

E a pergunta que fica, no final das contas, é: qual o ganho de servir de palanque para um picareta como Datena? Absolutamente ganho nenhum. Datena, que usou Boulos para fazer propaganda da repressão e de todo o programa da direita, não se comprometeu com coisa alguma que fosse de interesse da esquerda. Para que se tenha ideia, o que ele disse de mais progressista — e talvez de mais inteligente — foi: “Eu não tenho absolutamente nada contra o governador João Doria, mas eu também não tenho nada a favor do João Doria”.

Boulos, no final das contas, saiu humilhado do programa, pois o próprio Datena fez pouco caso de sua importância política: “você que é hoje uma figura nacional que representaria a esquerda, e se não fosse a candidatura do Lula, tenho a impressão de que você sairia novamente candidato à presidência da República”. Embora seja verdade que a candidatura de Boulos não vale de nada em comparação com a de Lula, colocar as coisas dessa forma costuma ferir o orgulho dos psolistas…

No fim do programa, Datena ainda fez um monólogo de cinco minutos em que falou as coisas mais escabrosas possíveis, encerrando o programa sem a fala de Boulos.

O santo padre que foi entrevistar Lula é, como só poderia deixar de ser, uma figura que, de tão desmoralizada, só consegue ainda sobreviver no regime fazendo alguma demagogia com a esquerda e, portanto, com o ex-presidente. É um reacionário, mas é apontado como um progressista só porque diz gostar de Chico César. Já o santo padre de Guilherme Boulos é um fascista mais escancarado, e que só é apresentado como padre porque criticou uma coisa ou outra do governo Doria. Mas, diferente do papa Azevedo, sente-se à vontade para colocar as manguinhas para fora e colocar abertamente a sua política.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Blogues

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Movimentos

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária