Menu da Rede

Cuba, Bolívia e o hálito pútrido do Imperialismo

Não tolero negro pelego

Bruna Brelaz e Folha, me processem também!

Presidenta da UNE se junta com imprensa golpista para atacar e censurar integrantes da esquerda e do movimento Fora Bolsonaro

Brelaz discursando em ato organizado pelo MBL – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Meu companheiro de coletivo, Juliano Lopes, está sendo ameaçado de processo por denunciar que a presidente da UNE, que não representa em nada os estudantes e muito menos a luta dos negros e das mulheres oprimidas, é uma negra a serviço da casa grande.

Então eu digo: me processem também, pois enquanto existirem os canalhas que defendem a política nefasta contra os trabalhadores, eu e o coletivo João Cândido, que represento, não nos calaremos. Não importa a cor, o gênero, a classe social de onde saíram aqueles que defendem os políticos responsáveis pelo povo estar morrendo de fome, serão duramente denunciados, criticados e combatidos.

Em nenhum momento a cidadã foi pessoalmente atacada por nossa militância, por nosso coletivo ou pelo Bloco Vermelho. Apenas foi vaiada no último ato pelo Fora Bolsonaro, dia 2 de outubro, quando defendeu a Frente Ampla com os golpistas.

Foi a própria que iniciou uma campanha sórdida na Folha de S. Paulo contra a esquerda, dizendo que os manifestantes do movimento Fora Bolsonaro seriam piores que os bolsonaristas e adivinha por que seriamos tão ruins assim? Porque a base do movimento é totalmente contra a presença dos bolsonaristas “arrependidos” no movimento.

Novamente, em declaração para a Folha estampar nas suas páginas golpistas, Bruna Brelaz anunciou que vai processar o coordenador do coletivo João Cândido, o coletivo de negros do PCO. Parece até piada! A política identitária toma a sua forma mais acabada, uma negra a serviço da direita dominada principalmente por brancos, ameaça processar um representante de um coletivo de negros revolucionário, verdadeiramente combativo, que defende o fim da Polícia Militar, das prisões e de todas as opressões contra os negros.

Com esse acontecimento, podemos facilmente entender porque os negros, na época da escravidão, muitas vezes sentiram mais ódio dos negros da casa branca, do que dos próprios brancos.

Tudo de ruim que vier dos golpistas, toda tentativa de acabar com o movimento popular Fora Bolsonaro não é nenhuma surpresa, mas uma mulher negra, que usa a pauta dos oprimidos para calar a base do movimento é de fato muito revoltante. E todas as críticas que ela tem recebido são expressão da revolta contra esse peleguismo.


A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.