Menu da Rede

Censura contra a Sputnik atende aos “interesses” dos EUA

  • Capa
  • Sem teto
  • Doria e PSDB-SP são responsáveis por 1/3 dos despejos na pandemia

Fique em casa?

Doria e PSDB-SP são responsáveis por 1/3 dos despejos na pandemia

Enquanto parte da esquerda abre as portas para os tucanos nas manifestações, o governador tucano de São Paulo segue mandando o povo para a rua.

João Dória em março de 2020. Para encobrir a falta de ação do governo, o tucano apostou em responsabilizar a população com o “fique em casa”. – Foto: Governo do Estado de São Paulo/Fotos Públicas.

Receba o DCO no Email

Diante das crise da pandemia do novo coronavírus, os governadores ensaiaram uma oposição ao governo Bolsonaro. Enquanto o ilegítimo presidente apostou em minimizar a gravidade da doença, políticos ligados ao bloco mais tradicional da direita procuraram se descolar da imagem grotesca de Bolsonaro.

Um dos mais destacados nesse grupo foi o tucano João Doria. O governador do estado de São Paulo aproveitou a oportunidade para se apresentar como “científico” em oposição ao presidente negacionista. Teria ele construído hospitais, distribuído máscaras, álcool em gel, aumentado a frota dos transportes públicos para evitar as aglomerações? Não, o dublê de cientista apenas reverberou o mantra do “fique em casa”.

Artigos Relacionados

O fato de que parte da esquerda tenha elogiado o governador fascista facilitou a manobra do tucano. Enquanto propagandeava o “fique em casa”, Doria não fez absolutamente nada para conter a pandemia e evitar as mortes. Mais ainda, a única carta que jogou na pandemia era falsa. A Polícia Militar de São Paulo, subordinada ao governo estadual, destruiu moradias precárias e jogou milhares de famílias na rua.

Fique SEM casa

É de um cinismo típico dos inimigos do povo jogar a culpa da pandemia nos trabalhadores. A esquerda pequeno-burguesa caiu fácil no golpe, pois adora uma campanha de cunho moral: “tenha consciência”, “acabar com a pandemia depende de nós”, “não seja egoísta, fique em casa”. No mundo encantado da classe média, basta se conectar à internet e trabalhar remotamente, por que o povo não adere ao “home-office”?

Ignorar a realidade concreta e se preocupar apenas consigo mesmo são pré-requisitos para embarcar cegamente em campanhas como o “fique em casa”. Se o Brasil já era um campeão de desigualdade social antes da pandemia, a acentuação da crise econômica em 2020 só piorou as condições de vida dos mais pobres.

Segundo levamento realizado pela campanha Despejo Zero, cerca de um terço dos despejos ocorridos em plena pandemia ocorreram no estado de São Paulo, o “Tucanato” do PSDB. Em todo o Brasil mais de 14 mil famílias foram jogadas na rua e mais de 84 estão sob esse risco atualmente. É a completa antítese do “fique em casa”, milhares de famílias estão sendo impedidas de ficar em casa pelos governos estaduais, sejam governados por bolsonaristas ou pelos direitistas de sempre do PSDB, MDB, DEM e etc.

Doria seria “menos pior” que Bolsonaro?

A extrema-direita geralmente faz uso dos discursos inflamados e frases agressivas. A direita mais tradicional tem por costume discursos moderados e cínicos, uma estratégia apoiada pelo poder dos monopólios da comunicação. Em termos práticos, no entanto as políticas estabelecidas diferem pouco e não raramente a direita “fala mansa” é até mais agressiva.

O exemplo estadunidense é bastante nítido. O falador Donald Trump pouco fez em termos de ações militares imperialistas ao redor do globo, enquanto o “democrata” Joe Biden já faz rufar os tambores da máquina de guerra em todos os continentes.

O legado do PSDB faz sombra a qualquer Bolsonaro. Doria quer se tornar o principal herdeiro desse legado de destruição do patrimônio público e de esmagamento da classe trabalhadora e escrever sua história com o sangue do povo. O “governador playboy” quer repetir em nível federal o incrível desmonte realizado no estado mais rico do país.

É um escárnio para os trabalhadores, em especial os sem teto, abrir espaço nas manifestações contra o governo Bolsonaro para essas aves de rapina da política. O partido que não assinou nem um pedido de impeachment e que vota junto com o governo em mais de 90% das pautas não é um aliado, é um inimigo que deve ser combatido.

FORA BOLSONARO, DORIA E TODOS OS GOLPISTAS!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.