Menu da Rede

reveillon 2020 fogos do cristo verde

Festa de ano novo é cancelada no Rio de Janeiro

É preciso ocupar!

Política correta: MST ocupa sede do INCRA no DF

A politica do movimento de luta pela terra concreta de enfrentamento ao governo fraudulento de Bolsonaro é a ocupação

Movimento dos Sem Terra (MST) – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Na tarde desta quarta-feira, 28, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no Distrito Federal e entorno ocupou a sede da Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). A ação reivindicou que o Incra tome providências contra falsas denúncias que comprometem os projetos de desenvolvimento e infraestrutura do PA Oziel Alves III e também o imediato desbloqueio do crédito habitação para a construção de 168 casas das famílias. A ocupação foi realizada, principalmente, por famílias do Assentamento Oziel Alves, localizado em Planaltina (DF).

Para o Brasil de Fato, o Marco Antônio Baratto, da Direção Nacional do MST no DF explicou que a ocupação serve para colocar em debate a terra e financiamento de pequenos agricultores entre outras mazelas que o governo Bolsonaro vem causado contra o movimento de luta pela terra no Brasil. “Foi uma mobilização de retomada de luta pela terra aqui no Distrito Federal, nunca paramos, mas viemos mostrar que queremos que destravem todas as políticas públicas que estão paralisadas, que vão desde a obtenção de incentivos para desenvolvimento produtivo até infraestrutura para os acampamentos e assentamentos em área federal”.

O método de ocupação dos prédios públicos é correto e fundamental para fazer avançar a luta em defesa da reforma agrária e dos agricultores familiares. Será apenas diante de uma luta concreta como são as ocupações que o movimento de luta pela terra será capaz de colocar nas cordas o governo criminoso e fraudulento de Bolsonaro. Essa politica deve ser levada adiante em todos os Estados da país. Sob o regime golpista e o governo que tomou de assalto o poder no país está bem claro que as ofensivas contra o MST tendem a aumentar. Por isso a organização do movimento e o contra ataque deve ser a mobilização e mais ocupações.

Por ser um dos setores mais atacados pelos fascistas, o MST deve participar das manifestações de rua que estão acontecendo em todo país pelo fora Bolsonaro e todos os golpistas. É preciso organizar caravanas e atividades de convocação em todos os acampamentos e assentamentos ligados ao movimento. Fazer uma intensa campanha de agitação e propaganda em torno da luta pela terra. Defender o vermelho dos atos e seu caráter de esquerda combativo. Apesar de que muitos militantes do movimento já estão participando dos atos de rua, é urgente ampliar esse número.

Por outro lado, o MST tem sofrido diversos ataques diretos ao longo dos últimos anos, os assassinatos de povos do campo e lideranças de movimento que reivindicam terras tem aumentado muito. O número de assassinatos no campo apresentou um aumento de 14% em 2019 (32) em relação a 2018 (28). As tentativas de assassinato, por sua vez, passaram de 28 para 30, aumento de 22% e as ameaças de morte, de 165 para 201. Sendo assim é preciso organizar também a autodefesa das famílias assentadas e acampadas. Contrariando a esquerda pequeno-burguesa, queimar estátuas não tem efeito real, mas ocupar prédios públicos é o método correto.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.