Menu da Rede

Bolsonaro lança Programa Habitacional: Minha Casa, Minha Milícia

Sem-terra é hostilizado

Militante do MST é assassinado em Lagoinha (SP)

O MST vem sendo hostilizado pelo governo fascista de Bolsonaro

Garagem do militante morto encontrado em Lagoinha/SP. – https://www.band.uol.com.br/band-vale/noticias/homem-e-morto-a-facadas-em-lagoinha-16361783

Receba o DCO no Email

Um homem foi encontrado caído no interior da garagem de sua residência por vizinhos que, percebendo a porta aberta, foram averiguar e se depararam com ele já morto. A PM foi chamada, relatando tê-lo encontrado deitado em um colchão próximo a uma poça de sangue, com cinco ferimentos na região das costas e pescoço.

Por enquanto nada se sabe. Mas um inquérito foi aberto na Delegacia da Polícia Civil para apurar o crime.

O Movimento Sem Terra (MST) vai exigir da polícia e do governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), a investigação e a punição imediata do crime cometido, e que, via de regra, se responsabiliza por todos os procedimentos jurídicos para achar o criminoso e exigir punição exemplar.

Em 2018, famílias do Acampamento Egídio Brunetto, em Lagoinha, conquistaram a posse Fazenda Bela Vista, após oito anos de luta do MST, onde, desde então, o MST vem realizando diversos encontros para organizar a produção e os trabalhos no assentamento e no entorno.

Em eventos como o deste crime, o MST tem se pronunciado no sentido de levar os manifestantes a reagir, com atos e manifestações, prestando solidariedade e divulgando a tragédia para ajudar a achar o criminoso e também fazer pressão na Secretaria de Segurança Pública e no governador de São Paulo.

“Se não nos mobilizarmos agora, da próxima vez eles entram atirando, não só no MST, mas também contra integrantes de outros movimentos sociais, sindicais e todos que lutam por uma vida e trabalho mais digno para todos e todas e pela democracia, estamos todos em risco. Estamos falando de vidas”, foi a fala emocionada do diretor nacional do MST.

O MST tem sido demonizado por Bolsonaro, que tem feito lives junto com o latifundiário Nabhan Garcia, seu secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, e enredado vários ataques à organização, a quem, inclusive, chamou de “organização criminosa”. 

Nabhan também se manifestou nesse sentido dizendo que: “Acabaram as invasões, e mais, acabou repasse de dinheiro, para MST, Via Camponesa, Liga Camponesa, Via Campesina… Para essas organizações criminosas. Quem promove invasão de propriedade e terrorismo no campo são foras da lei e o seu governo, nosso governo, não negociamos com fora da lei”.

O MST precisa ter a adesão da esquerda para afastar os ataques fascistas que levam à morte de militantes como o que aconteceu em Lagoinha. Ataque como este tem se multiplicado por onde os trabalhadores sem-terra vem se organizando em posses de áreas sem qualquer proveito, ou pelo latifúndio, ou pelos interessados no comércio delas, como é o caso do agronegócio, grileiros e especuladores do mercado imobiliário.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.