Menu da Rede

Internautas respondem Rui: que fazer com caluniadores como o DCM?

João Gabriel

  • Capa
  • Meio Ambiente
  • Desmatamento em terras públicas salta de 8% para 44% em dois anos

Governo da Grilagem

Desmatamento em terras públicas salta de 8% para 44% em dois anos

O governo fascista de Bolsonaro promoveu a maior degradação ambiental das ultimas décadas em apenas dois anos, para agrado dos latifundiários e grileiros

Destruição de áreas públicas de floresta tem tamanho do Estado do Paraná – Fonte: reprodução/DCO

Receba o DCO no Email

Segundo dados recolhidos pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia(IPAM), 8% do desmatamento das áreas de florestas públicas, o tamanho da área desmatada equivale ao Estado do Paraná, o desmatamento apenas na área de floresta pública, nos últimos dois anos(2019 e 2020) foi de 44%,tais áreas são usadas para a pastagem e criação de gado, mineradoras também se aproveitam do pouco, ou nenhum, controle sobre as florestas.

As pastagens ocupam 75% do uso das áreas desmatadas, o resto frequentemente é usado por mineradoras, os índices de emissão de gases, como o CO2, dispararam, chegando a gerar 10 giga toneladas do mesmo. O próprio governo Bolsonaro incentiva, sem nenhum pudor, a grilagem destas terras, o uso das mesmas para atividades ilegais de mineradoras, a violência sobre os grupos camponeses e indígenas é regra para os latifundiários e grileiros. Após o golpe de Estado, houve uma corrida alucinada para que a destruição do país acontecesse o mais rápido possível, o setor do capital que controla o latifúndio foi cada vez mais beneficiado, atualmente é este que representa a maior base de apoio ao governo Bolsonaro, as políticas que custam a degradação ambiental, tem impacto totalmente favorável para os latifundiários e pecuaristas.

Artigos Relacionados

A política ambiental do governo fascistas de Bolsonaro favorece o uso das regiões de mata para a exploração ilegal, não há nenhuma ação contra os latifundiários, pelo contrario, os órgãos de fiscalização são coagidos e sucateados para que a ação do latifúndio não sofra interferência alguma. O ex-ministro, Ricardo Salles, envolvido diretamente com o trafico e extração de madeira ilegal, tentou realizar diversas manobras para que as investigações não chegassem a ele, demitindo responsáveis pela investigação e substituindo por nomes indicados pelo próprio, os acontecimentos demonstram a linha de ação do governo e o tamanho do buraco que o golpe nos levou.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.