Menu da Rede

ex ministro sergio moro durante discurso de filiacao ao podemos 0

Moro vai para as eleições com o objetivo de sabotar Lula

  • Capa
  • Moradia e Terra
  • Jagunços estão há 5 dias ameaçando matar quilombolas no Maranhão

Fascismo no espaço rural

Jagunços estão há 5 dias ameaçando matar quilombolas no Maranhão

O episódio representa o avanço da extrema-direita no espaço rural, que utiliza da intimidação e violência à classe trabalhadora para garantir a estabilidade dos latifúndios

Empresários ordenam trancamento da rodovia que dá acesso ao quilombo Tanque de Rodagem – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

A comunidade quilombola Tanque de Rodagem, localizada no município de Matões no Maranhão, vem sofrendo ataques vindos dos jagunços do fazendeiro Eliberto Stein, proprietário da Stein Telecom, e do empresário Silvano Oliveira, desde a última sexta-feira (10), como forma de fazer a comunidade abandonar o local, que ocupam e de onde tiram sua fonte de renda há mais de 4 décadas, e destinar as terras para o plantio de soja.

Segundo relatos dos quilombolas, a comunidade está sendo ameaçada pelos funcionários armados de Stein, que está aterrorizando os moradores, prometendo violentá-los e alvejá-los. Além disso, seguindo ordens do fazendeiro Stein, uma área dentro do quilombo foi desmatada com o uso de correntões, e um trecho da rodovia que dá acesso ao quilombo foi obstruída com um carro e um caminhão, impedindo a entrada de funcionários da Secretaria de Igualdade Racial.

O advogado da Comissão Pastoral da Terra, que está no local dando apoio aos moradores do quilombo, Rafael Silva, afirma que os empresários (Stein e Oliveira) não possuem autorização judicial para entrar na comunidade, visto que o imóvel foi adquirido por eles este ano — que nunca haviam estado no local — e corre um processo administrativo no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) para reconhecimento do lugar como território quilombola, embora não exista movimentação no processo desde 2017.

O episódio representa o avanço da extrema-direita contra a reforma agrária e a luta pela terra, é mais um exemplo do fascismo no campo, que utiliza da intimidação e violência à classe trabalhadora para garantir a estabilidade dos latifúndios. É evidente que esse cenário é favorecido pela conjuntura política concebida com o golpe de 2016 e a eleição fraudulenta que colocou Bolsonaro no poder, já que os latifundiários sustentam o governo e obtêm “passe livre” para cometer quaisquer barbaridades que assegurem os seus próprios interesses econômicos.

Observando a situação de repressão crítica ao povo quilombola da comunidade Tanque de Rodagem, e a desassistência e inércia do Estado, é urgente providenciar que esse e demais grupos oprimidos, como os trabalhadores sem terra, tenhamo direito ao armamento e a autodefesa. A luta dos trabalhadores explorados do campo deve ser aparelhada, pois enquanto a guerra for desigual, com a defesa do latifúndio pelas instituições policiais armadas pelo Estado, quilombolas e trabalhadores sem terra e do campo continuarão sendo vítimas de massacres e chacinas.

É necessário que os trabalhadores do campo e dos centros urbanos somem forças para derrubar esse governo de golpistas, e possam se autodefender da polícia militar e dos latifundiários fascistas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.