Menu da Rede

Putin:Ações da Europa no setor de energia é “suicídio econômico”

  • Capa
  • Moradia e Terra
  • Indígenas precisam resistir às ameaças, pelos meios necessários

Os Akroá-Gamella resistem!

Indígenas precisam resistir às ameaças, pelos meios necessários

Armamento imediato dos povos indígenas!

Akroá-Gamella: 14 mil índios lutam por sua terra – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

O povo indígena Akroá-Gamella foram até declarados oficialmente extintos pelo poder público, uma forma descarada de negar direitos a quem os reivindica, algo pior que o status do apátrida, aqueles que não tem nacionalidade reconhecida.

Mas cerca de 14 mil índios se negam a não existir, e a todo custo tentam retomar suas terras no estado do Maranhão, Terra Indígena (TI) Taquaritiua, localizada na sua parte amazônica do estado.

Artigos Relacionados

Grileiros, fazendeiros e empresários e o próprio poder público (PM, justiça e executivo) alegando que os 14 mil índios não são índios usam de toda sorte de ações violentas para efetivamente extinguirem os sobreviventes.

Desde 1765 a etnia vem sendo dizimada, o que aconteceu efetivamente com várias outras existentes pelo Brasil afora, mas milhares dos Akroá-Gamella existem, apesar de toda miscigenação e tentativa de supressão a que foram submetidos.

Ocupando uma pequena área de 14 mil hectares nos municípios de Matinha, Penalva e Viana que reocuparam no início da década de 1970, eles vem tentando resistir pacificamente aos ataques do poder público e privado, mas sem armas, não conseguem enfrentar o aparato repressivo e seu forte armamento e poder de coação.

Em novembro, numa tentativa de intimidar os índios, policiais militares do estado do Maranhão, governado pelo ex-comunista Flávio Dino, invadiram uma aldeia e levaram 19 pessoas para a delegacia, onde tiveram seus cabelos raspados, em mensagem clara de que eles devem abandonar a terra e sua ancestralidade.

No ano de 2017 eles foram vítimas de massacre onde cerca de 30 índios tiveram membros amputados e muitos foram gravemente feridos.

Segundo o CIMI(Conselho Indigenista Missionário) desde 2014/2015, época em que a direita, já com o golpe de estado encaminhado, intensificou os ataques contra os Akroá-Gamella.

Ou seja, os grileiros e latifundiários da região já tinham certeza que iriam tomar o poder e nessa condição se sentiram a vontade para mais uma vez tentar massacrar os índios.

Não existe outra alternativa aos índios, senão se armar e se defender na mesma proporção em que são atacados.

Nenhum poder constituído irá defende-los, como já demonstrado pelos fatos ocorridos.

Os índios, como qualquer cidadão brasileiro, tem então todo direito a auto defesa, isso é preceito constitucional e universalmente aceito, menos é claro pelos covardes da direita que usam a lei a seu bel prazer.

A direita covarde não quer resistência, pois sabe que contra o povo armado não terão chance.

Armamento imediato dos povos indígenas!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.