Menu da Rede

“Censura não muda a situação da mulher na sociedade”

  • Capa
  • Economia
  • Golpistas privatizam companhia de energia de Brasília por 2,5 bi

Economia

Golpistas privatizam companhia de energia de Brasília por 2,5 bi

A Neornergia comprou a CEB Distribuidora em um leilão na sexta-feira (4). Os presidentes da CEB, BNDES e o governador Ibaneis Rocha (MDB) comemoraram a privatização.

CEB Distribuidora foi entregue à iniciativa privada. – Reprodução.

Receba o DCO no Email

Na sexta-feira (4), a Companhia Energética de Brasília (CEB) Distribuidora foi privatizada. A empresa Neoenergia venceu o leilão com a proposta de pagamento de R$ 2,515 bilhões. O ágio foi de 76, 63% em relação ao preço mínimo, fixado em R$ 1,424 bilhão, conforme avaliações financeiras contratadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento econômico e Social (BNDES).

O processo de privatização começou no mês de janeiro e se consumou no prazo de onze meses. O presidente da CEB, Edison Garcia, afirmou que o tempo foi recorde. O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, esteve presente no leilão é assinalou a importância da privatização, tida como “histórica”.

Artigos Relacionados

A avaliação das empresas é que a CEB é um ativo estratégico, isto é, tem um grande potencial de lucratividade e é considerado um excelente investimento. Três empresas participaram do leilão: além da Neoenergia, fizem lances a CPFL Comercialização de Energia Cone Sul e a Equatorial Participações e Investimentos.

A CPFL ofertou R$ 1,95 bilhão pela CEB, enquanto aa Equatorial propôs R$ 1,48 bilhão. A Neoenergia fez um lance muito maior e adquiriu a empresa de energia. A CPF e a Neonergia disputaram disputaram a distribuidora. Empresáros espanhois controlam a Neoenergia.

A vencedora é responsável por quatro distribuidoras de energia nos Estados da Bahia, Pernambuco, São Paulo e Rio Grande do Norte, com um público total de 34 milhões de pessoas.

Uma consultoria especializada na área de energia destacou que tanto a férrea competição pela CEB quanto o ágio foram surpreendentes. Além disso, foi destacado que o valor pago não foi caro, devido à qualidade do ativo.

A venda da CEB Distribuidora significa a entrega de mais uma empresa pública, uma parte do patrimônio nacional, para o capital internacional. Desde o golpe de Estado de 2016, as riquezas nacionais têm sido entregues sistematicamente. As empresas somente disputaram a CEB pelo fato de saberem que esta é valiosa e representa uma possibilidade real de lucros astronômicos.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), afirmou que a “distribuição de energia estará melhor a cargo da iniciativa privada”. No fim do leilão, Ibaneis estava na Bolsa de Valores. O governador emedebista ainda salientou que o governo do DF vai intensificar as privatizações e parcerias público-privadas no pŕoximo ano.

Os próximos alvos de Ibaneis são o Metrô do Distrito Federal e a abertura de capital da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal. Um dos argumentos utilizados para justificar a privatização é o de que a CEB não cumpria as metas fixadas pelas agências reguladoras e apresentava problemas técnicos no fornecimento de serviços.

 

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.