Menu da Rede

Estadão tenta incriminar esquerda com os mesmos métodos do DCM

  • Capa
  • Economia
  • Fome chega a mais da metade dos lares de todo o Brasil

Fora Bolsonaro!

Fome chega a mais da metade dos lares de todo o Brasil

É um quadro dramático. 116, milhões de pessoas vivendo em algum nível de insegurança militar, ou seja, 55% da população,

Fome – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Segundo pesquisa mostrada na audiência pública da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara no dia 25 de novembro, mais de 55% dos lares brasileiros teve algum grau de insegurança alimentar no fim de 2020. Os dados, foram apresentados pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Segundo o relatório 43,4 milhões de brasileiros não tinham quantidade suficiente de alimentos.

“É um quadro gravíssimo. Talvez o Haiti, quando teve um terremoto, teve uma situação parecida com essa. É um quadro dramático. 116, quase 117 milhões de pessoas vivendo em algum nível de insegurança militar, ou seja, 55% da população”, afirmou Mauro Del Grossi

Artigos Relacionados

Vale lembrar também que pesquisa recente divulgada este ano mostrou que quase 120 milhões de pessoas estão em situação de “insegurança alimentar”, ou seja, estão à beira da fome. Além disso, quase 20 milhões de crianças estão passando fome no país. O assalto a supermercados está aumentando, porque o povo não tem o que comer. Pessoas também estão procurando comida no lixo, como se viu em Fortaleza, com mulheres revirando o caminhão de lixo, ou caminhões com ossos e pelancas sendo remexidos no Rio de Janeiro. Vale lembrar que a fome entre a população negra é bem mais dramática.

Casos não faltam para demonstrar a fome que vem assolando o Brasil depois do golpe de 2016 e se intensificou no governo Bolsonaro, que acabou com programas sociais, aumentou o preço dos combustíveis, atrelando ao dólar.

O quadro é dramático e vem piorando com o aumento dos alimentos e a alta da inflação. O aumento do desemprego e a pandemia ajudaram a piorar a fome no país. Isso é consequência da política neoliberal do golpe, defendida e aplicada tanto por Bolsonaro como pelas pretensas alternativas da terceira via (Moro e Doria).

Diante dessa situação análoga aos índices de países como o Haiti é preciso que os trabalhadores e seus representantes saiam as ruas contra essa política nefasta de genocídio do povo pobre e oprimido. É preciso levantar um amplo espectro de reinvindicações que melhorem substancialmente a vida da população brasileira que tem sofrido com a fome, a doença e o desemprego.

Somente a luta dos trabalhadores e dos desempregados com suas entidades vai colocar em xeque a política neoliberal que vem sendo implementada pelos golpistas e seus comparsas.

A intenção dos golpistas é massacrar a classe trabalhadora, vender o país ao imperialismo norte-americano, é a política de terra arrasada, dizimar metade da população dos países pobres para tentar salvar o capitalismo.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.