Menu da Rede

alckmin e lula

Rui Costa Pimenta critica aproximação de Lula com Alckmin

  • Capa
  • Sudeste
  • Todo apoio à luta dos garis no Rio de Janeiro!

Todos às ruas 28 de outubro!

Todo apoio à luta dos garis no Rio de Janeiro!

Centenas de garis saíram às ruas contra o prefeito golpista Eduardo Paes ao som da Bateria Popular Zumbi dos Palmares mostrando a todos o que é um ato combativo

Manifestação fecha a Avenida Presidente Vargas – Diário Causa Operária

Receba o DCO no Email

A última quarta-feira (20) foi mais um dia de mobilização dos trabalhadores da limpeza urbana do Rio de Janeiro, também conhecidos como garis. Neste segundo ato do mês com algumas centenas de pessoas, mais que o dobro do primeiro ato, a passeata fechou a Avenida Presidente Vargas ao som da Bateria Popular Zumbi dos Palmares até a prefeitura, guardada por diversos policias e guardas para impedir que a mobilização ocupa-se o espaço público. A luta contínua e a próxima manifestação já está marcada para a próxima quinta-feira, dia 28/10, e precisa de todo apoio para que o prefeito golpista Eduardo Paes seja derrotado.

O primeiro ato dos garis aconteceu no dia 7 de outubro no bairro da Tijuca, concentrando-se na frente do sindicato, dirigido pela direita, e marchando até a sede da empresa, que fica no mesmo bairro. No princípio, policiais militares e bate-paus contratados impediram os trabalhadores de entrar no próprio sindicato. A direção se trancou no prédio, ignorando as dezenas de garis que gritavam reivindicando o aumento salarial e a revogação dos cortes do plano de saúde. Após mais de uma hora sendo ignorados pela direção sindical, a passeata se descolou até a sede onde policias militares e guardas privados também impediram a entrada dos garis.

No primeiro ato, o PCO e a Bateria Popular Zumbi dos Palmares se fez presente levantando os ânimos e amplificando a combatividade do ato. De imediato, a bateria foi compreendida pelo que ela de fato é, uma ferramenta de combate da classe operária, contra os capitalistas. Os militantes do partido e os garis batucaram debaixo de chuva entoado as palavras de ordem levantando a moral de mobilização. A presença da bateria foi marcante e poucas semanas depois os contatos estabelecidos na manifestação convidaram o PCO a participar do próximo ato do dia 20 na Central do Brasil.

Chegando à maior estação de trem da cidade, onde já havia mais de uma centena de garis, com os instrumentos em mãos, os militantes do PCO foram recebidos com alegria. A timidez em relação aos tambores no primeiro ato desapareceu completamente e imediatamente se formou a bateria, desta vez com muitos trabalhadores já experientes no samba, como é de se esperar em uma manifestação popular no Rio de Janeiro. Agora com mais instrumentos, percussionistas habilidosos e a experiência do primeiro ato, a bateria foi capaz de levar os ânimos às alturas. Aqui vale destacar que alguns fazem a confusão de que isso tornaria o ato festivo, de uma forma negativa, mas isso é o total oposto da realidade, a festividade na realidade vem do clima político positivo que se gera do conjunto da manifestação política dos trabalhadores com uma de suas principais manifestações culturais, a percussão.

Outro importante destaque da mobilização é que a esquerda em quase sua totalidade não está apoiando a luta dos garis, apenas o PCO como partido se fez presente. Apenas alguns dirigentes apareceram no início do ato como Lindbergh do PT. Isso é a expressão de como a esquerda pequeno-burguesa abandonou a luta real dos trabalhadores e apenas se mobiliza nos atos nacionais fora Bolsonaro pois há uma repercussão muito negativa a sua não participação destes. Mas além disso é uma expressão dos aspectos de um dos aspectos mais negativos da frente ampla, a esquerda que apoiou o golpista Eduardo Paes, tem dificuldade de participar em uma manifestação cujo o principal inimigo é justamente o prefeito.

O “mal menor” agora, em meio a uma pandemia, quer cortar o plano de saúde dos trabalhadores da limpeza urbana, um trabalho altamente insalubre. Bem como em maio a uma altíssima inflação congelar os salários e lançar essa categoria na miséria junto com a maior parte da população carioca. Não só isso como Paes é um dos articuladores nacionais da frente ampla, em conjunto a Marcelo Freixo, que visa garantir que Lula não seja eleito em detrimento de um candidato da direita tradicional, é um golpista que deve ser derrubado pela mobilização popular.

Ao chegar na prefeitura os manifestantes foram recebidos com um forte aparato de repressão e grades fechadas, o sindicato não se fez presente de forma alguma e a situação chegou a um impasse, nem mesmo o documento levado pela oposição a prefeitura queria aceitar. Contudo os garis não estavam dispostos a serem derrotados, ao descobrir esse fato imediatamente viraram as costas e começaram a fechar as 4 pistas da Avenida Presidente Vargas, principal via da cidade do Rio, em menos de 5 minutos a prefeitura aceitou o documento. Neste clima de vitória a manifestação terminou já com data marcada para o próximo ato.

Dia 28 a prefeitura terá de decidir o futuro dos garis. Eduardo Paes, se tiver a coragem de se fazer presente, será recebido por milhares de trabalhadores organizados na luta pelos seus direitos. Mas a luta não deve ser apenas dos garis, todos que puderem devem sair as ruas em defesa dessa e de todas as categorias que estão na luta contra a direita. Para mais informações acompanhe este diário e assista o Central do Brasil, na Causa Operária TV. Dia 28 de outubro, todos às ruas em defesa dos garis!

garis 2
garis 2
garis 4
garis 4
garis 3
garis 3
garis
garis
1634824949742
1634824949742

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.