Menu da Rede

Acompanhe o Resumo do Dia na COTV

  • Capa
  • Sudeste
  • Minas Gerais tem 54 barragens em situação semelhante a Brumadinho

Desastre anunciado

Minas Gerais tem 54 barragens em situação semelhante a Brumadinho

A única forma de reverter essa situação é através da estatização de todo o setor de mineração do país, colocando nas mãos dos trabalhadores o gerenciamento da empresa

Bombeiros resgatando corpos após o desastre de Brumadinho – Reprodução

Receba o DCO no Email

Mesmo após os desastres ocorridos em Brumadinho (2019) e Mariana (2015), a ganância dos capitalistas coloca, novamente, o destino da população a mercê da sorte. Faltando pouco mais de um mês para o fim do prazo estipulado pela legislação ambiental mineira, das 54 barragens com alto risco de rompimento, apenas 5 foram desativadas.

A tragédia foi anunciada, mas os acionistas da Vale nem sequer deram importância. A lei conhecida como “Mar de Lama Nunca Mais” entrou em vigor assim que a tragédia de Brumadinho tomou os noticiários do país. A burocracia do Estado, instituiu um prazo de três anos para que todas as barragens a montante em Minas Gerais fossem desativadas. O processo se daria através de um descomissionamento. Esse prazo, porém, termina em 25 de fevereiro deste ano e quase nada fora feito.

Artigos Relacionados

Um total de 42 já afirmaram que não cumprirão o prazo, isto é, pagaram para ver. Ocorre, portanto, o que todos já conhecem quando setores de grande importância econômica e social estão nas mãos da iniciativa privada. A famosa “lei para inglês ver” nem mesmo estipula as penalidades em caso do não cumprimento. Vejamos o que a Secretaria de Meio Ambiente divulgou em nota. “A lei 23.291/2019, ao determinar a descaracterização das estruturas, não determina quais serão as penalidades cabíveis aos empreendedores que descumprirem o prazo. A Feam [Fundação Estadual do Ambiente] está em tratativas com a Advocacia Geral do Estado, no sentido de subsidiar possíveis ações judiciais a serem adotadas caso as empresas não atendam ao prazo determinado”.

Para maximizar os lucros, os acionistas decidiram utilizar o método mais barato para resolver a questão. O alteamento a montante, processo realizado em cima de rejeitos, salva o bolso dos capitalistas e, ao mesmo tempo, coloca na rota do desastre milhares de vidas e a destruição do meio ambiente. A saber, somente em Ouro Preto, duas barragens estão em alerta máximo quanto ao risco de rompimento.

Esse, portanto, é o resultado inexorável da privatização da Vale, dada aos capitalistas internacionais através da fraude em que foi realizado o leilão da empresa. O fruto dessa política é devastador em todos os sentidos. A única forma de reverter essa situação é através da estatização de todo o setor de mineração do país, colocando nas mãos dos trabalhadores o gerenciamento da empresa, tornando-a pública e servindo aos interesses da população.  É preciso colocar no plano de lutas a estatização da Vale e de todas as empresas públicas vendidas pela direita golpista e pró-imperialista.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.