• Capa
  • Sudeste
  • “Científico” Doria vende centros de ciência por valor de uma casa

Cantareira e Horto Florestal

“Científico” Doria vende centros de ciência por valor de uma casa

Governador golpista quer ser o Fernando Henrique Cardoso da década

João Doria – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Nesta terça-feira,14, o governo de João Doria (PSDB) vendeu mais um patrimônio do povo a preço de banana. Para beneficiar a iniciativa privada, o governo concedeu os parques da Cantareira e Horto Florestal (zona norte) para a empresa Construcap por uma bagatela de R$850 mil, um crime contra o povo paulista.

A concessão, eufemismo para privatização, que também é para entrega do patrimônio, será por três décadas. O parque da Cantareira é grande e muito importante para os municípios de São Paulo, Mairiporã, Guarulhos e Caieira.
A empresa vencedora, que concorreu ao leilão sozinha, já foi agraciada com o Parque do Ibirapuera e de mais outros dois parques estaduais. Ela fará míseros investimentos de R$45 milhões nesse período. O Estado de São Paulo concede o patrimônio por uma bagatela e determina investimentos num valor que certamente o poder público já investiu.
O leilão ocorreu na Bolsa de Valores de São Paulo e contou com a presença do governador Doria e seu Secretário de Infraestruta e Meio Ambiente, Marcos Penido. De forma cínica, Penido e Doria comemoraram o ágio de 3,66% em relação ao lance mínimo, que era de R$820 mil. A empresa deve ter achado tão barato o lance que deu um pequeno ágio ao governo.

A Construcap venceu também em 2019 a concessão do Parque do Ibirapuera por apenas R$70 milhões e os parques Aparados da Serra e Serra Geral, na região Sul, por R$20 milhões.

A contrapartida das empresas.

A velha e falsa contrapartida das empresas agraciadas é revitalizar e modernizar as estruturas e serviços dos parques, serviços essenciais que o poder público poderia muito bem administrar. Mas para Marcos Penido, o presente dado à empresa vai desonerar o estado.

“A Construcap já tem expertise e conhecimento e poderá gerar desoneração do estado, para que os recursos sejam aplicados em Saúde, Educação e Infraestrutura, que é o foco do estado. A concessão possibilita que os dois parques possam ser transformados em polos de mais oportunidade de emprego e renda para a comunidade da Zona Norte, que já usa e adota esses espaços diariamente”, afirmou Penido, um velho discurso dos neoliberais para entregar as riquezas da população, que, sob administração dessa gente, continuará desempregada e sem acesso aos parques, como já estamos vendo com os outros parques e empresas privatizados.

O “cientifico” Doria também decorou o velho discurso neoliberal de ataque ao patrimônio público com contrapartidas enganosas:

“Nos leilões na Bolsa de Valores é importante que haja uma proposta válida. O que não pode acontecer é o vazio. Nós estamos conquistando um bom resultado para São Paulo. A concessão vai aliviar os cofres do estado, que não precisará mais pagar por manutenção, segurança e outras despesas [desses parques]”.

Segundo Doria, não haverá cobrança de ingresso no Parque do Horto Florestal. No da Cantareira a comunidade paga R$16,00 por pessoas, o que torna inviável um assalariado levar sua família. O golpe começa prometendo entrada gratuita, depois passam a cobrar, cortam os gastos na manutenção, diminuem a quantidade de empregados, precarizam as condições de trabalho e mantêm péssimos salários, selando o golpe com a exclusão da população carente nesses ambientes, como fizeram com a privatização dos estádios de futebol, o esporte mais querido do povo.

João Doria petende entregar à iniciativa privada todo o patrimônio do Estado de São Paulo, uma política criminosa que deve ser contestada, denunciada e interrompida pela força da população. Esse político nefasto quer ser a terceira via da burguesia bolsonarista para implantar essa pauta criminosa para todo o Brasil, continuando o assalto iniciado por Fernando Henrique Cardoso na presidência.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.