Raposas e galinhas festejam a democracia

Camaçari

Sindicato denuncia demissão em massa de comerciários na Bahia

5 mil trabalhadores foram jogados nas ruas

Loja vazia – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

O sindicato dos Comerciários de Camaçari denuncia que quase 5 mil funcionários do comercio foram demitidos durante a pandemia. Esse número corresponde a 1,7% de toda a população da cidade. Se levar em conta as demais categorias de trabalhadores, a quantidade de demitidos é ainda maior!

Mesmo antes da pandemia, com as medidas golpistas de Michel Temer, a economia estava fora de controle, pois as medidas neoliberais tirou uma parte do dinheiro que antes estavam em circulação com os governos Lula-Dilma. Com a pandemia os trabalhadores levaram uma rasteira, pois para os patrões manterem seus lucros flexibilizou as leis trabalhistas, reduziu salários e demitiu muita gente.

Camaçari representa o que está acontecendo no país, diversas lojas foram fechadas, pois muitos deixaram de comprar, pois perderam seus empregos e também pela insegurança gerada pela pandemia, pois ninguém sabia como seria o próximo mês.

Mesmo com uma leve melhora no comércio de Camaçari, o sindicato denuncia que muitos trabalhadores estão trabalhando sem direitos trabalhistas. A pandemia escancarou a terceirização e a superexploração dos trabalhadores.

Diante da situação é preciso que os sindicatos reabram suas portas e mobilizem os trabalhadores, os empregados e desempregados, pois é preciso organizar a luta contra a liquidação de todos os direitos dos trabalhadores.

O Sindicato de Camaçari não deve apenas ficar lamentando as 5 mil demissões: é preciso mobilizar os trabalhadores contra seus patrões e retomar os empregos perdidos, os patrões que paguem pela crise, que diminuam seus lucros.

Somente a luta efetiva vai colocar em xeque os planos macabros dos golpistas, que querem que o povo pague pela crise, na pandemia os mais ricos, ficaram milionários, os pobres estão comendo osso e farelo de arroz e feijão. Diante da situação é preciso sair as ruas e convocar ato contra a terceira via e lançar imediatamente a candidatura de Lula e por um governo dos trabalhadores.

Somente a luta coletiva de todos os trabalhadores vai colocar os golpistas para correr, somente a luta organizada dos trabalhadores muda a situação do país e do mundo.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.