Os cinco dias que abalaram Cuba, e as lições ganhas para sempre

FUP denuncia

Sindicalistas são impedidos de conversar com suas bases

Dirgentes sindicais de diversas regiões do país afirmam que são impedidos de acessar as suas bases sindicais

FUP – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Em matéria publicada no portal da Federação Única dos Petroleiros – FUP, na ultima sexta-feira, 28, a FUP denunciou a  atitude antissindical da gestão da Petrobrás, presidida atualmente pelo general Joaquim Silva e Luna.

Segundo a federação a atitude não é nenhuma novidade para os dirigentes e afirma: “recentemente, novos casos de proibição de ingresso de lideranças sindicais às suas bases têm preocupado a Federação Única dos Petroleiros.”

O coordenador da FUP, Deyvid Bacelar, lembra que esse é um problema antigo:

“Desde a gestão Castelo Branco, qualquer dirigente sindical tem dificuldade de entrar nas unidades, mesmo sendo ele lotado naquela base operacional. O meu próprio crachá não passa nas catracas, dá como inválido, como se eu não fosse dali, como se fosse um ser estranho. E quando a gente entra, um funcionário de inteligência corporativa fica nos seguindo dentro das instalações como se fôssemos bandidos. Isso quando consigo entrar. Como é que um sindicalista vai fazer ação sindical sem ter contato com trabalhadores nas setoriais? Nosso trabalho envolver abordagem um a um, trocar ideias, identificar os problemas, coisas que nem sempre acontecem numa assembleia na porta da fábrica”, denuncia Deyvid.

Na matéria, é possível verificar o mesmo comportamento em regiões diferentes do país, o que indica uma política coordenada da empresa.

Segundo denúncia do Sindipetro Unificado-SP, gestores da empresa têm agido de maneira hostil com o sindicato desde 2020, quando, no final do ano, passou a vetar inclusive a realização de assembléias no espaço do estacionamento da refinaria.

Atualmente, os trabalhadores são obrigados a realizar as assembléias na beira da rodovia, com o risco de acidente, dificuldade com a estrutura, e etc. 

Com o golpe de 2016 a burguesia tem adotado uma política de ataque a organização dos trabalhadores em todas as esferas, incluindo sindical. Com a reforma trabalhista, a eleição de Bolsonaro e a ascensão do fascismo no país essa politica tem ganhado cada vez mais força.

Neste sentido é importante fortalecer a candidatura de Lula e se apoiar nas declarações que o ex-presidente Lula tem feito como a da revogação da Reforma Trabalhista para mobilizar os trabalhadores no intuito de colocar a burguesia na defensiva e no caso da Petrobrás, além de melhorar as condições de trabalho reestatizá-la já.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.