Não podemos confiar nas pesquisas, é preciso sair às ruas

Todo o apoio!

Servidores do Serpro iniciam greve

Servidores do Serpro anunciam greve que pode atingir Receita Federal e comércio exterior do Brasil

Companhia é a mais importante estatal do setor – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

─ Sputnik News ─ Nesta quarta-feira (10), servidores do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) iniciaram uma greve nacional exigindo correção salarial pela inflação. Segundo os grevistas, a paralisação do Serpro pode impactar o trabalho da Receita Federal. A Sputnik Brasil ouviu uma liderança da greve e a empresa para explicar a situação.

Em protesto pela correção dos salários pelo IPCA e a manutenção de benefícios, os sindicatos da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Processamento de Dados, Serviços de Informática e Similares (Fenadados), anunciaram uma greve por tempo indeterminado, nesta quarta-feira (10).

Com mais de 50 anos, o Serpro é uma estatal considerada a maior fornecedora de soluções de tecnologia da informação para o governo brasileiro, crucial para diversas áreas da administração pública do país.

Em entrevista à Sputnik Brasil, Milton Pantuzzo, diretor do sindicato dos trabalhadores de tecnologia da informação do Distrito Federal (Sindpd-DF) explicou que a greve em Brasília atinge a sede nacional da empresa. Pantuzzo ressalta que a categoria negocia há 120 dias a correção salarial com o Serpro, porém não houve avanços. Segundo ele, as reivindicações foram recebidas com “desrespeito”, o que gerou indignação entre os servidores.

“Essa postura fez com que os trabalhadores em assembleia, seguindo todo o ritual que prevê a lei 7783/89, iniciassem uma greve a partir de hoje [10] por tempo indeterminado”, disse Pantuzzo à Sputnik Brasil, que acrescenta que pelo menos 50% da empresa está em trabalho remoto, o que obriga parte da mobilização a ser realizada de forma virtual.

Impacto nos serviços pode ir dos Detrans ao comércio exterior

Segundo Pantuzzo, a greve já atinge desenvolvedores do Serpro, o que pode impactar na entrega de projetos e chegar à central de dados, gerando possíveis entraves para a Receita Federal em áreas como o imposto de renda e o controle do comércio exterior brasileiro.

“Nosso maior cliente é a Receita Federal. Entre os serviços prestados à Receita está o imposto de renda, mas há também o Siscomex [Sistema Integrado de Comércio Exterior] e outros. Esses serviços podem ser impactados pelo desenvolvimento e pela central de dados”, aponta.

O Siscomex é um instrumento administrativo que integra as atividades de registro, acompanhamento e controle das operações de comércio exterior, reunindo informações sobre as exportações e importações realizadas pelo Brasil.

Além da Receita Federal, Pantuzzo também cita possíveis efeitos sobre serviços como os sistemas do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) utilizados pelos Detrans de todo o país em suas bases.

Serpro diz que negociação está em andamento

Em resposta à Sputnik Brasil, o Serpro afirmou que “acompanha a repercussão da greve” e que há uma negociação em andamento com os servidores. Questionada sobre a manutenção dos serviços, a empresa afirmou que segue atenta à questão.

“A empresa vem evoluindo em suas propostas apresentadas nas mesas de negociação, estando a próxima agendada para o dia 15 de agosto. É importante salientar que o Serpro está atento em assegurar o funcionamento dos serviços oferecidos, com o objetivo de evitar prejuízos para a sociedade”, disse a empresa em nota.

Leia a edição de hoje, n. 6.828, do Diário Causa Operária

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.