Acompanhe o Resumo do Dia na COTV

Mais ataques dos banqueiros

Reetruturação: massacre dos bancários do Itaú

Os banqueiros do Itaú/Unibanco estão massacrando os trabalhadores com demissões, descomissionamentos, com o objetivo de aumentar os sus lucros às custas da miséria da categoria

Banco Itaú – Reprodução

Receba o DCO no Email

A política de reestruturação implementada pelos banqueiros vem intensificando o ataque aos trabalhadores bancários de forma impressionante.

Fechamento de centenas de agências, postos e escritórios em todo o território nacional, demissão em massa (somente no ano passado foram demitidos, pelos banqueiros, cerca de 35 mil trabalhadores) são algumas das consequências da política dos banqueiros golpistas com o objetivo de obter lucro para meia dúzia de parasitas, a qualquer preço.

Para isso, os patrões massacram os seus funcionários, como forma de pressão, para que os mesmos se submetam à política desses ataques.

É o que vem acontecendo aos trabalhadores no setor que fica no Ceic, lotados na Superintendência de Planejamento de Qualidade do banco Itaú/Unibanco.

Os bancários daquela dependência não sabem ao certo do que se trata, mas tudo indica que, devido à reestruturação pela qual passa o banco, o setor encerrará as suas atividades e o banco está provocando um verdadeiro terrorismo para que os funcionários, lotados naquela dependência, ou peçam as contas ou mudem imediatamente de setor.

Segundo informação dos Sindicato dos Bancários de São Paulo, “além de demissões, vários funcionários têm recebido ligações em que são solicitados a ligarem a câmera, e após isso o gestor dá um prazo de somente 10 dias para que eles consigam se realocar no banco”, e mais, “muitos dos bancários reclamam que tiveram ótimas avaliações no eixo X e eixo Y, que é a forma que o banco utiliza para avaliar os trabalhadores, e mesmo assim ou foram demitidos ou pressionados a acharem nova colocação no banco”.

As ameaças aos postos de trabalho da categoria bancária são constantes, parte da política dos banqueiros pela obtenção de extraordinário lucro às custas da miséria dos trabalhadores. O banco acaba de divulgar um extraordinário lucro no 1º semestre de 2021, no valor de R$ 12,941 bilhões, alta de 59,4% em relação ao mesmo período do ano passado e, tudo isso, em pleno agravamento da crise devido à pandemia do coronavírus.

Todo esse lucro só é possível devido à espoliação sem limites dos trabalhadores e da população em geral. As organizações dos trabalhadores bancários devem chamar, imediatamente, uma mobilização, de toda a categoria bancária, para barrar a ofensiva reacionária dos banqueiros e seus governos, onde o bancário vem, nos últimos anos, perdendo, em série, seus direitos, conquistados ao longo de mais de um século de lutas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.