Lilian Miranda, candidata a vice de Edson Dorta esteve em Marília

MP 936 na prática

Patrões dos transportes ameçam de demissão para impor MP 936

Mobilização é a única maneira de enfrentar os patrões

Um dia comum de aglomeração no transporte coletivo em São Paulo. Foto: Ricardo Medeiros –

Receba o DCO no Email

Motoristas e cobradores de ônibus da Região Metropolitana do Recife PE passaram a sofrer, a partir do último dia 08 de abril, os efeitos da draconiana MP 936/2020 Medida Provisória) do famigerado e ilegítimo governo Bolsonaro que, dentre outras cláusulas, determina a redução salarial dos trabalhadores. Tal medida vai no sentido de salvar os capitalistas da crise do coronavírus e econômica, nacional e internacional, ao contrário do divulgado pela imprensa golpista de “preservar os empregos” dos trabalhadores.

Entre os dias 30 e 31 de março as empresas de ônibus haviam demitido cerca de 3 mil trabalhadores dentre motoristas e cobradores, depois de muitas negociações entre os patrões e os representantes dos trabalhadores, se chegou a um acordo em que todos os demitidos voltarão para as suas empresas, mas a com a redução de 40% dos seus salários e 70% de redução da sua jornada de trabalho.

Como a MP vai no sentido de transferir os recursos dos trabalhadores para os capitalistas, o complemento salarial dos rodoviários será feito através do auxílio desemprego, na mesma proporção da perda, ou seja, o acordo atende aos interesses dos patrões em que os próprios trabalhadores arcarão com os seus próprios salários, além, é claro de avançar nas medidas que retira direitos dos trabalhadores, conquistados através de muitas lutas, tais como redução salarial (garantia constitucional) e garantia no emprego.

É evidente que os patrões, no caso específico as empresas de ônibus da grande Recife, se utilizaram da ameaça de demissão na tentativa de impor a redução salarial dos seus empregados.

Tal medida acabou por contar com a colaboração das direções sindicais que não veem outra alternativa a não ser atender as exigências patronais. Para o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Aldo Lima, “a MP do governo federal não é o ideal por que reduz o salário do trabalhador, mas vemos como uma vitória porque conseguimos garantir todos os empregos de quase três mil profissionais no momento em que o país vive” (site Uol 08/04/2020)

A assinatura do acordo de redução dos salários dos trabalhadores, em favor dos patrão, vai totalmente ao contrário do papel de uma verdadeira direção de luta dos trabalhadores. Os patrões e seus governos jogam nas costas dos trabalhadores todo o ônus da crise e, a implantação da MP 936 para categoria é uma demonstração clara da ganância dos empresários que só tem um objetivo: manter os seus privilégios às custas da miséria da classe trabalhadora. Além disso a assinatura do acordo abre a possibilidade de, após crise do coronavírus, os patrões continuem com a política de massacre aos direitos dos trabalhadores em benefício próprio.

Tal situação de ataque aos direitos dos trabalhadores só poderá ser barrada através da luta e da mobilização massiva e unitária de toda a categoria dos rodoviários. Os trabalhados devem exigir a manutenção dos seus empregos sem a redução salarial. Se persistir os ataques não há outra alternativa que não seja uma greve geral de toda a categoria até que todas as reivindicações dos trabalhadores sejam atendidas. Nenhum dinheiro para os capitalistas; nenhuma demissão, escala móvel de horas de trabalho; redução da semana de trabalho para 35 horas semanais sem redução salarial.   

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.