Candidato do PCO concede entrevista à Rádio Cultura de Curitiba

Bancos fecham 2080 agências

Lucros aumentam e bancos fecham milhares de agências

Somente no ano de 2020 os banqueiros fecharam 2.080 agências bancárias em todo o país

Bancos – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Os banqueiros golpistas lucraram R$62 bilhões, apenas no primeiro semestre deste ano, às custas da miséria dos trabalhadores e de toda a população.

Somente no ano de 2020, os banqueiros fecharam 2.080 agências bancárias em todo o País, o que teve, como uma das suas principais consequências, além do fechamento de 9 mil postos de trabalho, ou seja, a demissão de milhares de pais de famílias, a redução de postos de atendimento bancário em mais 89 municípios.

Com o fechamento de mais esse contingente de agências, dos 5.568 municípios brasileiros, apenas 2.338 deles são atendidos pelos bancos.

A atividade bancária, que deveria ter uma função pública de interesse de toda a população, é tratada pelos governos de plantão dos capitalistas como um instrumento de enriquecimento de meia dúzia de parasitas que vivem às custas de sugar o sangue dos trabalhadores e de toda a população. Tanto é assim que é a população mais pobre que sofre com a política de enxugamento das agências bancárias no País afora. A população em municípios sem estrutura bancária, é obrigada a ir em outras cidades para, por exemplo, sacar a aposentadoria, ou mesmo, no atual momento de pandemia, ter que se deslocar quilômetros de distância para receber o auxílio emergencial, ou outros benefícios. Em alguns municípios do Amazonas e em populações ribeirinhas, é uma verdadeira peregrinação. Por vezes, as pessoas demoram cinco dias para chegar à cidade mais próxima que possui um caixa eletrônico, e pode acontecer de não ter mais dinheiro, pois se trata de apenas um terminal para atender muitos outros municípios.

Os banqueiros, para se justificar sua política, estão utilizando a desculpa, esfarrapada da concorrência com fintechs, pressões regulatórias e a transformação em agências digitais. Além disso alegam, conforme a Federação dos Bancos (Febraban), que a decisão de abrir ou fechar um posto de atendimento é tomada pelos bancos individuais com base na estratégia de negócios e que os bancos estão se adequando suas estruturas à “nova realidade do mercado”. Ou seja, traduzindo para o português: para que mantenhamos nos nossos lucros que se lasque a população e os trabalhadores.

Contra essa política de terra arrasada dos banqueiros e seus governos à população e os trabalhadores, que vem sofrendo com as demissões e a precarização dos seus direitos trabalhistas, é preciso organizar imediatamente uma campanha vigorosa para que a atividade bancária seja um instrumento de toda a população. Organizar comitês de luta em todos os locais de trabalho para organizar uma gigantesca mobilização com o objetivo de barrar a ofensiva reacionária dos banqueiros e seus governos que vêm, sistematicamente, lucrando às custas da miséria dos trabalhadores e de toda a população em geral.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.