Jean Willys, assumidamente, um assalariado do imperialismo

Invasão da Fentect pela PF: sintoma da ditadura do regime golpista

Receba o DCO no Email

Fatos e acontecimentos da maior gravidade parecem estar se tornando rotina no país. Agentes das forças de repressão do Estado (Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal) estão invadindo reuniões e eventos políticos, sindicais e até mesmo científicos, sem qualquer autorização legal (mandado expedido por autoridade judicial), configurando uma violação grotesca das mais elementares garantias constitucionais formalmente ainda existentes no país.

Obviamente que não se tratam de fatos isolados os acontecimentos, pois já foram registrados episódios semelhantes em uma plenária de mulheres do Partido do Socialismo e Liberdade (Psol), em São Paulo; situação que se repetiu também em uma reunião de sindicalistas professores em Manaus/AM; durante uma palestra em evento da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC); e agora, mais recentemente, policiais adentraram, sem qualquer mandado legal, à sede nacional da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos (Fentect).

O fato, ilegal e de extrema gravidade, ocorreu por volta das 14h30 da sexta-feira, dia 09 de agosto, quando dois homens e uma mulher, que se identificaram como policiais federais entraram sem permissão na sede da entidade. Num primeiro momento, um dos homens disse a uma funcionária que procurava um banheiro. Para um outro funcionário, a conversa já era outra. O policial indagou se ali era a sede da CUT. Novamente questionados sobre o motivo da presença na sede de uma entidade sindical, os homens apresentaram uma carteira de identificação policial, dizendo que estavam “fazendo um estudo e treinamento de novos policiais” (sítio da CUT/DF, 10/08).

Todas essas ações configuram não só uma ilegalidade do ponto de vista jurídico-constitucional, como representam uma ofensiva sem precedentes nos últimos anos do aparato repressivo policial contra as liberdades democráticas formalmente ainda em vigor no país. Estes fatos evidenciam muito claramente a disposição do regime golpista, da burguesia e da extrema direita em desfechar um golpe, um ataque contra o direito de organização dos trabalhadores e das massas populares, que buscam enfrentar os ataques do regime político burguês em crise.

Estes acontecimentos não podem, no entanto serem entendidos, como uma demonstração de altivez e fortalecimento do regime golpista; ao contrário, a burguesia e a extrema-direita estão cada vez mais debilitados, mais enfraquecidos, daí a necessidade de partir para a ofensiva, de forma cada vez mais ilegal e arbitrária, contra a organização e a luta dos trabalhadores, na tentativa de suprimir até mesmo as tênues garantias formais do regime constitucional, cada vez mais golpeado pela ação reacionária da extrema-direita.

O fato é que a enorme rejeição popular ao governo Bolsonaro e à política da extrema direita está fazendo crescer em todo o país as ações repressivas e policiais contra a luta da população, deixando claro que o regime está se encaminhando cada vez mais em direção a uma ditadura aberta e sem disfarces. Todos os elementos colocados atualmente na conjuntura apontam claramente para um endurecimento do regime político e para uma ação ainda mais repressiva contra os movimentos sociais, os sindicatos e os partidos de esquerda.

A única forma de dar uma basta a toda esta situação, a esta escalada repressiva, de violência e perseguição aos que lutam para enfrentar e derrotar o regime golpista de fome e miséria é o fortalecimento e a ampliação das mobilizações pelo “Fora Bolsonaro”, pela realização de novas eleições, pela liberdade do ex-presidente Lula, pela derrota do regime golpista, da burguesia, da extrema direita e do imperialismo.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.