• Capa
  • Correios
  • Bolsonaro e PSDB querem privatizar os Correios na semana que vem

Mais um crime!

Bolsonaro e PSDB querem privatizar os Correios na semana que vem

Ao lado de Bolsonaro, o golpista PSDB articula entregar os Correios e ainda tem o cinismo de dizer que voltará a “participar” das manifestações do povo.

É preciso ocupar a empresa e fazer uma greve geral – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Em pleno aumento das mobilizações populares contra o governo Bolsonaro(PSL) e seus ataques à população brasileira, o governo fascista, juntamente com o PSDB, esse partido inimigo do povo brasileiro, principal responsável pela entrega do patrimônio do povo há mais de 20 anos, planeja para semana que vem privatizar os Correios. O PL 591/21 – “Marco Legal dos Serviços Postais” – está na pauta da Reunião Deliberativa do Plenário da Câmara. Enquanto os partidos com representação política fazem da CPI um palco de propaganda e aberrações políticas, os projetos que colocarão o país na condição de semicolônia dos grandes capitalistas vão sendo pautados na surdina e sem nenhuma informação para a população.

Diferente dos planos de entrega da Eletrobrás e do que fora feito com a BR Distribuidora, ex-subsidiária da Petrobrás, a proposta do Ministério da Economia quer que os Correios sejam 100% privatizados, um crime! As informações foram dadas pela Secretaria de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, uma secretaria que só poderia existir nesse governo entreguista e autoritário. A venda dessa importante empresa do povo brasileiro, que dar lucros e presta inestimáveis serviços à população, vai gerar mudanças no setor postal.

Artigos Relacionados

A privatização dos Correios, que prejudicará diretamente mais de 100 mil trabalhadores, é uma traição e crime contra a economia nacional. A empresa presta um serviço estratégico para a população. Ela permite que cada cidadão seja integrado na comunicação, na cultura e atividade econômica entre as regiões brasileiras. A entrega quebrará essa integração entre os 5.570 municípios através da exclusão, característica de toda pauta neoliberal desse regime fascista em vigor no país.

É de conhecimento de todos que, graças ao eficiente serviço prestado pelos Correios, qualquer objeto pode ser transportado do sul ao norte do Brasil, sem pagar valores acima do normal.

A privatização do Correios, uma empresa com 350 anos, um patrimônio histórico do Brasil, ceifará essa integração ao longo do tempo, pois as taxas dos serviços serão encarecidas, várias regiões deixarão de ser atendidas com eficiência, pois o que ficará evidente é a falta de interesse dos capitalistas, que ainda terão o monopólio do serviço, acabando com qualquer concorrência. A falsa alegação de serviço mal prestado pelos Correios, além da falta de concorrência, é uma cínica mentira que tem que ser combatida. O povo brasileiro sempre foi bem atendido. A privatização vai encarecer e piorar o serviço, além de monopolizar o setor e diminuir drasticamente a quantidade de empregos. O neoliberalismo desemprego em massa e monopoliza tud, mas continua utilizando o falso discurso da concorrência como benefício para o consumidor e a criação de mais empregos.

Muitos trabalhadores dos Correios estão protestando contra esse crime de lesa-pátria, um crime ajudado por todo o centrão político(PSDB, MDB, PDT,PSB, etc) que hoje quer surfar nas mobilizações populares para manipular e trair a nação.

Os trabalhadores dos correios precisam pressionar seus sindicatos para, além da luta da politica salarial, defenderem a empresa com unhas e dentes, fazendo greves, mobilizando outras categorias, partidos políticas e associações em geral, para ocupar a empresa e impedir mais um crime contra o povo brasileiro.

A luta contra todos esses ataques pelos quais estamos passando só será vitoriosa através da mobilização popular. A crença nas instituições burguesas e na via legislativa é uma ilusão. Recorrer ao Supremo Tribunal Federal, outra instituição golpista e responsável por essa tragédia, não trará resultados, pois a Corte nunca reverteu nenhuma privatização. Todas essas instituições utilizarão de demagogia para enganar a população. O interesse da maioria delas é pela entrega do patrimônio nacional, com apoio inclusive das Forças Armadas, todas a serviço do fortalecimento do Estado burguês, que ameaça todas as liberdades e direitos da população.

Que todos os trabalhadores dos Correios e demais categorias venham às ruas protestar contra esse crime. A saída é a mobilização e luta popular. A presença do PSDB e demais partidos golpistas nas manifestações será mais um erro. Esses partidos têm que ser escorraçados, pois são eles que mantêm Bolsonaro no poder e estão articulando aprovar todas as pautas de fome e morte da burguesia. Bolsonaro não é o único golpista e fascista no poder no Brasil. Muitos carregam os mesmos crimes que ele vem cometendo. O PSDB, protegido pela esquerda pequeno-burguesa que apoia a direitista Frente Ampla, é mais perigoso e criminoso do que o próprio Bolsonaro, um político que não tem o apoio integral da burguesia, mas está fazendo o jogo sujo dela. Assim que a burguesia alçar um candidato viável, Bolsonaro será descartado, mas o PSDB continuará desferindo golpes contra o povo.

Dia 24 de julho que toda a população brasileira saia às ruas contra todos esses ataques do governo. Às ruas por mais vacina, auxílio emergencial, contra as privatizações e, sobretudo, pelo fora Bolsonaro e todos os golpistas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.