ASSISTA AQUI à Análise Política da Semana ao vivo

Luta bancária

Contra as demissões, bancários do Basa realizam manifestação

Sindicato dos Bancários do Acre organiza manifestação contra a política de privatização do governo golpista e de demissão no Banco do Amazônas

Basa – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Os trabalhadores do quadro de funcionários da categoria de Apoio e de Engenheiros do Banco da Amazônia, continuam na mira da direção do banco, que pretende demitir 145 trabalhadores através da justificativa esfarrapada de que esse segmento está em processo de extinção e que a manutenção do quadro de apoio atrapalharia os novos planos de contratação de novos empregados.

Tal justificativa é um verdadeiro papo furado.

Segundo estudo feito pela organização dos trabalhadores, o número atual de funcionários está defasado em cerca de 120 funcionários conforme, inclusive, as demandas da Secretaria de Coordenação e Controle das Estatais (SEST). Segundo Portaria, o limite de pessoal do banco é de 2.961 funcionários e hoje o banco conta com apenas 2.841. Ou seja, a direção da empresa não tem motivo nenhum para enxugar mais ainda o quadro de funcionários, sendo que está faltando pessoal, que precisa ser preenchido o mais rápido possível, já que os bancários do Basa sentem na pela a falta de pessoal com o acumulo de trabalho. Hoje, um funcionário do Basa está executando o triplo do serviço justamente por falta de pessoal.

Na verdade, o que está por trás das demissões é a política da direita golpista que visa, através do enxugamento da folha de pagamento, pavimentar o caminho para privatizar o banco.

Os grandes banqueiros nacionais e internacionais estão de olho no faturamento do banco que, em 2021, registrou um lucro líquido recorde de R$ 737,8 milhões, o maior da sua história, um desempenho 178% maior em comparação ao ano de 2020. Já o Patrimônio Líquido chegou a R$ 2,9 bilhões, apresentando uma elevação de 21,9%.

É contra essa política que os trabalhadores do Banco da Amazônia vêm realizando diversas manifestações contra a ofensiva do governo dos banqueiros, que pretende entregar mais esse importante patrimônio da população do Norte do País, uma ferramenta de fundamental importância no desenvolvimento da região, aos capitalistas. E, nesse sentido, foi realizada mais uma manifestação, no último dia 17 de maio, em frente à agência do BASA da Avenida Ceará, em Rio Branco (AC), convocada pelo Sindicato dos Bancários do Acre – SEEB/AC, que visa combater a ofensiva reacionária da direita em jogar no olho da rua centenas de trabalhadores do BASA.

Para barrar a ofensiva reacionária dos banqueiros e seus governos, é necessária aprofundar a luta e, a única forma para isso, é levantar uma ampla mobilização que unifique os bancários dos bancos públicos e das demais empresas estatais Da mesma forma que vem acontecendo com o Banco Amazonas, em relação à sua privatização, é o que vem acontecendo com o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, os bancos públicos estaduais, Correios, Petrobras, Eletrobrás, Casa da Moeda, Dataprev etc.

Além disso, é preciso barrar a política do golpe. Com ele, todos os direitos conquistados pelos trabalhadores e a preservação do patrimônio nacional estão em risco. Por isso, é preciso organizar a mobilização de toda a categoria bancária, junto com todos os trabalhadores, colocando nas ruas uma intensa mobilização pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas; Lula presidente, por um governo dos trabalhadores.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.