Membro da Direção Nacional do PCO. Secretário de Agitação e Propaganda do Partido. Formado em Ciências Sociais.

  • Capa
  • Blogs
  • As frustrações do pelego velho que grita “Fora PCO” no palanque

Ubiraci Dantas

As frustrações do pelego velho que grita “Fora PCO” no palanque

No desespero diante de uma mobilização, o pelego perde a compostura

Quem conhece o movimento sindical sabe como são os pelegos. Sem pressionados entre os patrões e os trabalhadores, eles se mantêm tranquilos quando não há movimento real, quando a categoria não está mobilizada. Assim, eles podem, tranquilamente, continuar participando das reuniões nos escritórios refrescados pelo ar-condicionado, assinar acordos patronais e mesmo assim se manter na diretoria do sindicato. E mais importante, com a bajulação dos patrões, podem manter a pose de que são superiores ao resto dos trabalhadores.

Tudo muda quando começa a haver alguma mobilização. Os acordos ficam mais complicados, a cobrança dos trabalhadores aumentam e dependendo do desenvolvimento da coisa, a posição de sindicalista se torna até arriscada. Muitos sucumbem à pressão, perdem a compostura, hostilizam os trabalhadores, não sabem o que fazer, e acabam até saindo de cena.

A tarefa é um pouco mais fácil quando o sindicato é excessivamente burocrático. A burocracia é uma maneira dos sindicalistas pelegos se protegerem da fúria dos trabalhadores, que eles consideram uma verdadeira ralé. Mas não há burocracia no mundo que seja totalmente à prova de uma grande mobilização.

Foi o que aconteceu com o vice-presidente da CTB, Ubiraci Dantas, o Bira. Alistado para falar em nome da organização no ato do dia 2 em São Paulo e defender a frente ampla e a unidade com os golpistas, Bira foi vaiado pelo povo quando começou a ovacionar a presença dos golpistas.

Bira é pelego antigo. Está mais acostumado com as benesses da burocracia do que com o movimento operário, coisa que ele provavelmente não vê há décadas. E aconteceu o que acontece sempre com o pelego quando é pego de surpresa por uma mobilização: Bira perdeu a compostura.

Não sabendo o que falar para defender que os canalhas golpistas deveriam estar no ato, começou a dizer que todo mundo ali era “pequeno-burguês”, o que fez com que as vaias só se intensificassem.

Aí foi só desespero, só restou terminar a fala soltando um belo “fora PCO”. Ele admitiu com isso que a maioria do ato era composta de filiados do PCO, afinal, a esmagadora maioria da manifestação, mesmo os milhares que não estavam vaiando os golpistas, não são a favor dos golpistas nos atos.

Logicamente que isso não é uma realidade. O PCO apenas tem a política da maioria do povo, o PCO apenas representa os interesses da mobilização. Mas para Bira é: “fora PCO, fica golpistas.” Difícil ser popular assim.

Fora dos escritórios fresquinhos dos patrões e das reuniões de cúpula, Bira se viu sozinho. O velho pelego deve estar frustrado por descobrir que ninguém quer saber de sua política direitista. Desaprendeu ou nunca soube o que é um movimento de verdade.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.