Não podemos confiar nas pesquisas, é preciso sair às ruas

Campanha salarial

A campanha salarial precisa atender às necessidades dos bancários

Diante dos astronômicos lucros dos bancos, as direções do movimento dos bancários abandonam a luta pela reposição das perdas salariais

Campanha salarial – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Enquanto dos banqueiros continuam nadando em dinheiro à custa dos trabalhadores, a direção do movimento preferiu abandonar o reajuste necessário para que os bancários reponham suas perdas salariais.

Os banqueiros, que vêm nestes últimos anos obtendo os maiores lucros já vistos na história deste País (inclusive em plena pandemia do coronavirus, quando os demais setores da economia nacional estiveram em crise), contam com a política de capitulação do movimento sindical para imporem, mais uma vez, o arrocho salarial à categoria.

Só no primeiro semestre deste ano, o lucro líquido recorrente dos 3 maiores bancos privados do País – Bradesco, Itaú/Unibanco e Santander – somou R$ 18,2 bilhões, um aumento de 7,8% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Diante dos astronômicos lucros, as direções do movimento dos bancários abandonam a luta pela reposição das perdas salariais e defendem, mais uma vez, ganho real nos salários, ou seja, um índice ultra rebaixado de apenas 5%. Se repete a política de capitulação, de ir para a mesa de negociação com um índice rebaixado, como na campanha salarial passada, para, no final das contas, fechar um acordo de no máximo 1,5% de ganho real.

Nas atuais campanhas salariais, os bancários foram levados por suas direções a não reivindicar em suas pautas a reposição das perdas salariais passadas e a “solicitar” dos patrões apenas a reposição da diminuta inflação oficial dos últimos doze meses e um “aumento” real genérico que não ultrapassa a marca de 5%. Abandonaram completamente os 20% de ganho real, uma reivindicação tradicional do movimento operário brasileiro.

A cada dia, agravam-se as já insuportáveis condições de vida dos bancários. Arrocho salarial, demissões, piso salarial rebaixado etc. Esta é a situação que a categoria vem passando nos últimos tempos.

A defesa das necessidades mais sentidas dos trabalhadores bancários passa, antes de tudo, pela luta em torno da reposição integral das perdas salariais, pela organização urgente da luta contra as demissões, contra as terceirizações, privatizações etc.

A única forma de barrar a ofensiva dos banqueiros e seus governos é arrancar as reivindicações e unificar os trabalhadores bancários, preparando um forte movimento unitário de toda a categoria.

É preciso organizar um forte movimento nacional de oposição a toda essa política de derrotas que vem se aprofundando no interior dos sindicatos. Não é possível que os trabalhadores conquistem suas reivindicações, uma questão de vida ou morte, sem romper com a política de adaptação aos interesses dos patrões.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.