Juliano Lopes

Membro da direção nacional do PCO e coordenador do Coletivo de Negros João Cândido.

Juliano Lopes é formado em Direito pelo Centro Universitário de Brasília, advogado e dirigente da Secretaria Nacional Jurídica do Partido da Causa Operária. Integrantes do Comitê Central do PCO, atuou durante anos como redator do Diário Causa Operária e é colunista do Jornal Causa Operária.

Coordenador do Coletivo de Negros João Cândido, o qual é responsável por elaborar e aplicar uma política democrática e revolucionária para o movimento negro, na organização da emancipação dos negros, que só pode ser completa com a revolução socialista e a abolição da propriedade privada e o fim da repressão estatal.

Membro da Direção Nacional do PCO. Secretário de Negros do Partido. Advogado.

Preto de alma branca

Mais uma negra a serviço da casa-grande

O racismo, na verdade, é esconder esse saldão de negros que estão à serviço do golpe

Faço minhas as palavras de Miguel Graziotin, logo no título desta coluna, para deixar claro que é o mais puro peleguismo, o da presidenta da UNE (União Nacional dos Estudantes), Bruna Brelaz, defender descaradamente, na imprensa golpista, a frente ampla.

Disse a representante protocolar da UNE à golpista Folha de S. Paulo: “para que a gente consiga a articulação desse impeachment, precisa fazer uma reunião dos mais amplos poderes. Até mesmo os setores que nós combatemos”, para explicar as recentes reuniões hediondas da presidenta da UNE com FHC e MBL.

Artigos Relacionados

A cidadã ainda subiu no palanque do ato do MBL, no dia 12 de setembro, e confessou que mudou a camisa que estava usando para evitar problemas. É totalmente escandalosa essa participação.

A presidenta da UNE fala em nome próprio, somente.

Não é interesse dos estudantes, que ela deveria representar, fazer qualquer coisa com gente do estirpe de Fernando Henrique Cardoso, o homem que causou mais desgraça ao país que o próprio Bolsonaro. É quem inaugurou a venda (doação) do patrimônio nacional.

Já o MBL foi alvo de tanto ódio da esquerda que os arranca-rabos com essa organização se multiplicaram no ano do golpe de Estado e nos anos seguintes. É gente da mais baixa categoria golpista e responsáveis diretos por Bolsonaro no poder. Deveriam, na verdade, pagar a fatura do que o povo está sofrendo neste momento.

E aí, para todo mundo ficar de cabelo em pé, a presidenta da UNE se reúne com FHC, MBL e defende a frente ampla com todos os golpistas em uma suposta e fantasiosa luta contra Bolsonaro. E tudo isso na imprensa golpista.

Negra a serviço da casagrande é até uma crítica elegante, elevada.

Para quem nunca leu nada é simples: o negro de alma branca, o negro da casa, o negro da casa-grande, como seja, é o pelego do movimento sindical, em comparação. Ou seja, uma pessoa que não defende quem diz defender, pelo contrário, está a serviço dos patrões, dos que mandam. Joga no outro time.

É um tipo desprezível ao longo da história da luta do povo negro. Aliás, vários levantes de escravos começaram por matar, primeiro, negros que faziam a capangagem dos senhores de escravos. Em regra, o escravo tinha até mais raiva dessa gente que do próprio senhor de escravo.

O racismo, na verdade, é esconder esse saldão de negros que estão à serviço do golpe; se esquivar da pelegagem com a “denúncia” de ataque racial, quando, de fato, a política defendida é justamente a do massacre do povo negro, pobre e trabalhador, a política do MBL, do FHC, da frente ampla.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.