Juliano Lopes

Membro da direção nacional do PCO e coordenador do Coletivo de Negros João Cândido.

Juliano Lopes é formado em Direito pelo Centro Universitário de Brasília, advogado e dirigente da Secretaria Nacional Jurídica do Partido da Causa Operária. Integrantes do Comitê Central do PCO, atuou durante anos como redator do Diário Causa Operária e é colunista do Jornal Causa Operária.

Coordenador do Coletivo de Negros João Cândido, o qual é responsável por elaborar e aplicar uma política democrática e revolucionária para o movimento negro, na organização da emancipação dos negros, que só pode ser completa com a revolução socialista e a abolição da propriedade privada e o fim da repressão estatal.

Membro da Direção Nacional do PCO. Secretário de Negros do Partido. Advogado.

Ucrânia

Arrebenta, Putin, passa geral esses nazis!

Não existe paz, tudo é feito pela força, direta ou indireta

A coluna reflete o meu sentimento e o da militância, e eu gostaria de dizer isso e deixar bem claro. 

Os nazistas ucranianos tomaram o poder em 2014 e lá estavam até o momento, por meio de uma ditadura. São nazistas de carne e osso, com bandeiras, política e milícias nazistas, devidamente armadas. Quem não viu as fotos dessa turma?

Artigos Relacionados

No Brasil esse tipo específico de nazista não tomou o poder, mas apoiou o golpe de Estado e eles estão por ai, com seus grupos, contra a esquerda, contra o comunismo, contra o povo brasileiro. Nesse sentido, o ódio contra a direita aumentou consideravelmente no último período no País. 

Já dissemos em várias oportunidades, “não é brincadeira, problema com fascista se resolve na madeira”, “êêê, se pintar fascista a porrada vai comer”. E comeu, pelas mãos do PCO e de militantes de esquerda, em geral.

Quando vi a entrada dos russos no país, depois de oito anos, ou seja, oito anos de paciência, eu fiquei realmente satisfeito, empolgado. Aplaudo o esmagamento dos nazistas na Ucrânia, e estou torcendo para que Putin não deixe um único nazista desses de pé, que sejam transformados em pó, e que isso sirva de inspiração para o restante da esquerda mundial, para o povo oprimido de conjunto.

A Rússia é um país mais pobre que o Brasil, e sua riqueza vem da venda de matéria prima, de exportação dessa matéria. Não é um país que domina a economia mundial, por mais que tenha uma força militar considerável. Ou seja, não existe guerra “inter-imperialista”, entre os supostos imperialistas russos e a imperialista Otan, como parte da esquerda calça frouxa quer defender.

Por outro lado, foda-se a paz. Não existe paz, nem nunca existiu.

O negro é morto feito mosca no Brasil pelas mãos da Polícia Militar (os nazistas de farda), milhares são executados pelas forças de repressão do Estado, além da fome, da miséria, da falta de saúde, habitação; além da direita golpista e do próprio golpe. Não existe paz, tudo é feito pela força, direta ou indireta. 

Contra o povo tudo é feito exclusivamente pela força, não pelo argumento. Ou seja, sou a favor da violência na defesa dos interesses do povo, não por princípio, mas em razão de não ter outro jeito, só funciona assim.

Chama atenção que a esquerda calça frouxa, até ontem “antifascista”, agora é pacífica, e, em vários casos, se coloca contra a entrada dos russos na Ucrânia, quando agora é justamente a hora de apoiar e vibrar com a luta real contra os nazistas.

Companheiros, aqui a PM se diverte nas redes sociais quando mata alguém: “mais um CPF cancelado”. Mataram a juventude em Paraisópolis sem usar bala, só no estrangulamento, no braço. Amarildo, João Alberto, Carandiru, Candelária e mais uma penca de gente morta pela repressão. 

A direita sorri, dá gargalhada.

Pois bem! 

Putin, para a alegria do povo: passa geral esses nazis de merda!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.