João Jorge Caproni Pimenta é estudante de Letras da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Militante do Partido da Causa Operária (PCO) e coordenador da Aliança da Juventude Revolucionária (AJR).

Iniciou sua militância política e estudantil em Junho de 2013, quando a juventude e os trabalhadores realizaram uma grande mobilização contra o governo do Estado de São Paulo, então liderado por Geraldo Alckmin (PSDB).

Responsável pela Agitação e Propaganda do PCO, João Caproni Pimenta é editor do Diário Causa Operária e da Causa Operária TV. Também é colunista do Jornal Causa Operária e co-autor do livro “A Era da Censura das Massas”, junto com Rui Costa Pimenta, presidente do Partido.

Membro da Direção Estadual de São Paulo do PCO. Jornalista. Membro da Coordenação da AJR, juventude do PCO

PCO

Carta aberta ao jornalista Mauro Lopes

Convite para um debate político e democrático

Caro Mauro, vi em seu programa Giro das 11, veiculado na TV 247, na quinta-feira, que decidiu gastar alguns cinco minutos para atacar o nosso Partido, o PCO. Disse estar-se solidarizando com a jornalista Cynara Menezes, que por sua vez necessitaria de solidariedade, pois dissemos que ela é dada a declarações descabidas há um mês. 

Eu tenho visto que o companheiro adora falar do PCO, em geral negativamente. Na live, buscou nos atacar por não termos votado no PT em 2002, 2006, 2010 e 2014, esqueceu-se de mencionar que o PSOL, PSTU, PCB e tantas outras legendas também não votaram no PT no primeiro turno dessas eleições e algumas, só muito a contragosto, apoiaram o PT no segundo turno. Mas o relevante mesmo é que esses partidos, que o companheiro esquece de criticar, apoiaram seja aberta, seja implicitamente, o golpe de 2016 e a operação Lava Jato, duas coisas que nós nunca fizemos.

Artigos Relacionados

O companheiro também, por descuido, imagino eu, esqueceu-se de informar que desde que a burguesia se colocou a tarefa de derrubar o PT, já no julgamento do mensalão em 2012, há 10 anos, o PT não pode contar com a solidariedade de nenhum dos nossos galantes partidos de esquerda, com a exceção, é claro, do PCO, e, bem mais parcialmente, do PCdoB, que apesar de lutado contra o golpe, chegou a propor que Dilma chamasse eleições gerais, de fato, renunciando ao seu mandato antes do impeachment.  Eu vejo que o companheiro gosta de lembrar-se, no que tange ao PCO, de alguns “fatos” e esquecer-se de outros. Como o PCO é um tópico frequente do camarada, eu gostaria de chamá-lo a um debate sobre as nossas posições, acho que já está na hora de você parar de falar do PCO e começar a falar com o PCO, deixando, naturalmente, que o público decida quem está correto.

Faço isto num formato de carta aberta, pois estou pessoalmente incomodado, falo também em nome dos milhares de militantes e apoiadores do nosso partido, pela campanha de calúnias que tem sido dirigida ao nosso Partido pela direita, pela imprensa capitalista e até por setores da esquerda. O partido no ano passado foi acusado de tudo que se possa imaginar, de saquear lojas na rua Consolação, dito por apresentador Bolsonarista no SBT,  até tentar sequestrar os atos de esquerda por conta do conflito com o PSDB, isso foi dito pelo igualmente seletivo na memória, Renato Rovai, e até, mais engraçado, de fazer churrasco com carne de cachorro, por anônimos militantes de base de partidos de esquerda como PCdoB e PSOL.

Já ouvi também que somos machistas, homofóbicos, negacionistas, racistas, uma miríade de mentiras que estão sendo ditas sobre o nosso Partido, falta apenas, ao meu ver, o clássico, dirigido aos comunistas “eles comem criancinha”. 

Acho que está na hora do companheiro falar o que pensa e ouvir algumas respostas. Neste sentido, estou chamando, afinal não vejo que faça sentido “desafiar”, não estamos no velho oeste, o camarada para um debate. Espero, pacientemente, uma reposta.

Saudações Comunistas,

João Pimenta

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.