Menu da Rede

Membro da Direção Nacional do PCO. Secretário de Agitação e Propaganda do Partido. Formado em Ciências Sociais.

  • Capa
  • Blogs
  • Barrar a privatização com os meios que forem necessários

Greve e ocupação nos Correios

Barrar a privatização com os meios que forem necessários

Os trabalhadores não têm nada a perder diante do maior ataque contra a categoria

Por Henrique Áreas de Araujo

Na semana passada, a Câmara dos Deputados aprovou o projeto de privatização dos Correios. Agora, o projeto vai para o Senado, onde também deve ser aprovado, e será sancionado pelo golpista Jair Bolsonaro.

Artigos Relacionados

Esse é o caminho natural do projeto, já que os golpistas de conjunto estão concentrados em entregar essa riqueza nacional aos capitalistas. A única maneira de reverter esse caminho é através de uma mobilização dos trabalhadores.

Mas que tipo de mobilização é esse? Com certeza, uma luta convencional não será suficiente para frear a privatização.

É preciso dizer claramente para os trabalhadores que sem medidas radicais, a categoria será derrotada. Os sindicalistas dos Correios, que tardiamente estão organizando uma greve para a próxima semana, precisam dizer isso para os trabalhadores. Uma parte desses sindicalistas ainda aposta no lobby no Congresso nacional, como se não fosse óbvio que os picaretas do Senado também estejam preparando a privatização.

Não é hora para nenhuma ilusão. Nem no Congresso Nacional, nem nos partidos da burguesia, nem nos tribunais. Os partidos que se fingem de oposição a Bolsonaro, como o PSDB e o MDB, já mostraram que são os maiores defensores da privatização. Até mesmo partidos falsamente apresentados como de esquerda, tiveram deputados que votaram a favor do crime da privatização, como o PDT e o PSB.

A realidade é que os políticos bolsonaristas, do PSDB, do DEM, do MDB, do “centrão”, a imprensa golpista e os patrões estão organizados numa quadrilha de bandidos para entregar os Correios aos capitalistas, parasitas do povo.

Além da entrega da empresa, que por si só já é um crime, que vai resultar na piora dos serviços e aumento dos preços, a privatização será uma catástrofe para os trabalhadores.

Os direitos econômicos e políticos da categoria estão sendo extintos, os salários estão sendo rebaixados. Pior ainda, o projeto de privatização prevê que após 18 meses, os capitalistas estarão livres para demitirem os quase 100 mil trabalhadores.

Isso tudo mostra que o trabalhadores dos Correios não tem nada a perder. É preciso fazer uma greve nacional radicalizada, lançando mão de toda e qualquer medida que seja necessária para conter a privatização. É preciso fazer piquetes nos principais setores e ocupar a empresa.

Não há nada a perder! Está na hora de ir para cima dos golpistas! O dia 18 deve ser o marco de uma mobilização, que será a maior que a categoria já viu desde que o movimento sindical dos Correios teve início nos anos 80.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.