Genocídio
Política criminosa para garantir os lucros da burguesia morra quem morrer, seja estudantes, pais ou professores
volta-as-aulas-manaus
Volta as aulas presenciais em Manaus causou um genocídio. | Foto: Reprodução.
volta-as-aulas-manaus
Volta as aulas presenciais em Manaus causou um genocídio. | Foto: Reprodução.

O ano letivo do Distrito Federal foi retomado nesta segunda-feira, ”oficialmente”, com 40 escolas particulares reabrindo presencialmente, representando de acordo com o o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF, 20% dos filiados – o grupo também estima que mais de 100 escolas devem reabrir suas portas a partir da próxima semana, iniciando a campanha criminosa que se torna um precedente nacional e também para a rede pública de ensino.

Com uma pressão descomunal dos capitalistas, que viram na paralisação das escolas uma verdadeira contração no PIB mundial, não se importando ali com o fato de que a crise econômica vinha agravada com uma crise sanitária em que morreram 2 milhões de pessoas – os tubarões do ensino privado agora não se importando o fato de que temos cerca de 300 a 400 mil mortos, no minimo, no país, fazem uma campanha por algo que irá muito provavelmente agravar a situação do coronavírus.

Mostrando o caráter genocida da burguesia, que comemora um suposto crescimento da procura no ensino presencial em comparação ao ano passado, muito provavelmente um número falso, já que o sindicato não dá nenhuma fonte para isso, ou manipulado através da grande campanha que vemos sendo feita na imprensa capitalista da vacinação que só atinge 0,1% da população, a campanha pelo retorno presencial do ensino é realizada com muito cinismo e demagogia, se apoiando através de médicos infectologistas, os ”científicos” que orientam as crianças a não abraçarem os coleguinhas, terem uma máscara extra e evitar ficarem próximos uns dos outros.

Se são medidas quase impraticáveis com adultos, imagina com crianças, mas quando se trata do lucro dos capitalistas, pagando bem, que mal tem falar que não tem problema arriscar a vida de milhares de crianças porque os sanguessugas estão perdendo dinheiro.

Os governantes burgueses não fizeram absolutamente nada para conter a pandemia, incluindo ai os ”científicos” João Dória, Ibaneis, Eduardo Leite, etc, não somente o ”negacionista” Bolsonaro, afinal de contas, estão todos com as mãos sujas de sangue, são todos genocidas e responsáveis pelo massacre do povo brasileiro.

A política criminosa da reabertura da escola já foi testada em Manaus, com resultados desastrosos. Também em outros países como a França, Inglaterra, e tiveram que voltar atrás

É preciso que a comunidade escolar de conjunto se coloque frontalmente contra a reabertura, denuncie que o interesse dos governos é unicamente o de garantir o lucro dos bancos, o dinheiro das escolas particulares e que a ”grande campanha de vacinação” sendo feita não passa de uma encenação para garantir o lucro da indústria farmacêutica.

Fora Bolsonaro, fora Ibaneis. Reabertura das escolas, só com vacinação e com o fim da pandemia!

Relacionadas
Send this to a friend