EaD é farsa total
Fraude confirmada: professores são substituídos por inteligência artificial, resultando em demissões e má qualidade do ensino.
internet e robos
Robôs substitutem humanos. | Foto: Reprodução
internet e robos
Robôs substitutem humanos. | Foto: Reprodução

Segundo reportagem na imprensa burguesa, em instituições ligadas à rede educacional Laureate, a avaliação dos estudantes em atividades dissertativas (textos) em plataformas digitais – ou seja, o famoso ead, ensino remoto, ou qualquer nome pomposo que a imprensa gosta de dar – não é mais feita só por professores, e sim por um software de inteligência artificial, o LTI. A informação foi confirmada por denúncias de professores que preferiram ficar no anonimato.

Uma professora relatou: “Os alunos não sabem, e assim somos orientados: não podemos informá-los e devemos responder a todas as demandas como se fossemos nós, professores, os corretores“. Um documento interno obtido pela reportagem que trata do uso do corretor automático também confirma a situação: “Atenção: esta informação não deve ser compartilhada com os estudantes!”, registra o texto grifado em amarelo, que é parte do manual do LTI enviado aos docentes.-

O LTI funciona com palavras-chave, explica outro professor. “Ele compara com a resposta do aluno, atribuindo uma nota de acordo com a identificação que considera correta a partir dessas palavras.” Segundo eles, a correção não é imediata para que o aluno não perceba a utilização do robô, e a nota só é disponibilizada nos dias seguintes no sistema.

O estudante está sendo extremamente enganado“, desabafou uma professora, que afirma sentir-se mal ao ter de participar do que chamou de “mentira”. “A impressão que dá é que a gente está lá só para inglês ver. Só pra eles usarem os nossos títulos e poderem validar os cursos no MEC, pra gente ter que falar para eles [MEC] que ‘temos liberdade e autonomia sobre a disciplina’, quando a gente não tem“, desabafa a docente.

A rede, há 2 meses atrás, já havia sido denunciada por demitir professores, substituindo-os por programas de inteligência artificial. Os trablhadores demitidos denunciaram irregularidades nos cursos EAD da Laureate, que iam de atas forjadas para o reconhecimento de cursos no Ministério da Educação à atuação de docentes em cursos fora de sua área de formação.

Tal prática denunciada é recorrente durante o EaD, este é apenas um caso em que temos todas as evidências que tudo se trata de uma farsa. Esta noticia confirma as verdadeiras intenções dos capitalistas. Preferem demitir trabalhadores e ”terceirizar” a educação a serviços de inteligência artificial, ou seja, robôs.

Relacionadas
Send this to a friend