Recurso no STF: Gilmar Mendes pede vista e Lula vai continuar preso

Lula

Da redação – Gilmar Mendes acaba de pedir vista em julgamento de mais um recurso da defesa de Lula. Os advogados de Lula pediam anulação do processo contra o ex-presidente julgado por Sérgio Moro e a liberdade para o petista. O argumento da defesa de Lula era irrefutável: Sérgio Moro foi parcial e Lula jamais teve um julgamento justo, tendo sido sentenciado por um notório adversário político. Foi o que ficou comprovado quando Moro revelou ao mundo ser um bolsonarista, um político de extrema-direita que se valeu de um cargo no judiciário para mover uma operação de perseguição política.

Apesar de se apoiar em algo tão evidente, a defesa de Lula estava perdendo mais uma vez, em um STF controlado pelos militares e pela direita golpista. Carmen Lúcia e Edson Fachin já haviam votado contra o pedido de liberdade quando Gilmar Mendes pediu vista, adiando uma decisão a respeito do caso. Dessa maneira, Lula, preso político há 241 dias, condenado sem provas e preso antes do trânsito em julgado da sentença, permanecerá prisioneiro político da ditadura golpista.

Para libertar Lula a população não pode contar com as instituições. A defesa dos direitos democráticos de Lula, e da população em geral, terá que passar pela mobilização popular nas ruas, com os métodos da classe operária (greves, protestos, piquetes etc.) É preciso enfrentar a direita e o golpe com mobilização nas ruas.