Rebelião no Pará: 52 mortos em Altamira

rebeliao

Da redação – Nesta segunda-feira, ao menos 52 detentos morreram durante uma rebelião que ocorreu no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no sudoeste do Pará, segundo as informações de autoridades locais.

Segundo informações do Sputnik Brasil:

“Nesta manhã, um grande tumulto tomou conta da instituição penitenciária devido a um confronto entre organizações criminosas, que teve início quando presos de um determinado grupo decidiram invadir a área de uma organização rival. Informações da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) dão conta de que 16 vítimas teriam sido decapitadas. Outras morreram em razão de um incêndio iniciado pelos detentos.

O balanço atual não faz referência a nenhuma baixa entre agentes da segurança. Dois agentes penitenciários até chegaram a ser feitos de reféns, mas foram liberados.”

Estas brigas, entretanto, ocorrem pela condição que são jogados os presos dentro da cadeia, em que precisam se aliar a um bando para conseguir sobreviver dentro destes verdadeiros depósitos de seres humanos. Os 52 mortos estão, portanto, na conta da direita golpista, que ao mesmo tempo prende mais gente e sucateia as prisões, que estão superlotadas.