COVID-19 no Parará
A solução é uma só: o povo deve pressionar o Governo Estadual do Paraná, especialmente o fascista que o representa, a fechar o acordo, comprar e viabilizar a produção da vacina
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Ratinho Jr. e Bolsonaro. Foto, Rodrigo Felix Leal - ANPr
Ratinho Junior segue a mesma política genocida de Bolsonaro no Paraná | Rodrigo Felix Leal - ANPr

O Governo Estadual do Paraná anunciou no dia 11 que dará prosseguimento às tratativas com o Governo Russo para aquisição da primeira vacina contra o Coronavírus feita pela Rússia através do embaixador russo no Brasil. Diante das negociações decorridas e do quase certo acordo entre os governos, logo o assunto começou a repercutir na mídia golpista de forma a colocar em xeque a validade dos estudos russos sobre a vacina, e portanto, sua eficácia, embora a mesma tenha sido demonstrada.

Mediante a mudança de postura do governo do estado após o posicionamento da mídia tradicional, ou seja, do imperialismo, nós podemos afirmar que Ratinho Jr. é de fato o que preconizava a sua campanha eleitoral alinhada ao bolsonarismo em 2018, um lacaio do imperialismo. Ao afirmar que “as negociações ainda estão em andamento” e dar um passo atrás na aquisição das doses da vacina, o governador se mostra suscetível à pressão do imperialismo e propenso a não oficializar o acordo com a Rússia.

Inicialmente, o discurso oficial continha abertamente o interesse em adquirir a vacina e até mesmo explicitava os acordos internos do Governo do Paraná com as demais esferas do Poder Público e instituições públicas no sentido de garantir apoio à iniciativa. Porém, ao analisarmos a situação atual em que o poder do estado se coloca ao lado da campanha de calúnias ao trabalho científico russo, só podemos concluir que a postura inicial tinha como objetivo a demagogia. E ao seguir a opinião pública, torna-se claro o objetivo de capitular.

Ao retrospecto também somam-se as acusações extraordinárias do Reino Unido e dos Estados Unidos, prontamente desmentidas e derrubadas pelo Governo Russo, caracterizando a campanha de difamação à vacina como obra imperialista. Essas ações demonstram a marca assassina do capitalismo que se opõe à possibilidade de resolução dos sofrimentos do povo em prol de seus próprios interesses econômicos e políticos. Ao passo que chegamos a mais de 100 mil mortos pela pandemia, a vacina é de necessidade urgente e imediata para evitar a continuação da tragédia sanitária no Brasil causada pela falta de políticas públicas adequadas em todas as esferas.

Nesse sentido, as ações de Ratinho Jr. são para que o genocídio continue e piore cada vez mais, e então, somando-se à covardia, demagogia e vagabundagem está outra prática deliberada de assassinar o povo por meio do coronavírus. A solução é uma só: o povo deve pressionar, por todos os meios, o Governo Estadual do Paraná, especialmente o fascista que o representa, a fechar o acordo, comprar e viabilizar a produção em massa da vacina Sputnik 5 e garantir sua ampla distribuição gratuita à população!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas