Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Rafael-Correa
|

Da redação – Com o fim do asilo ao ativista digital, Julian Assange, pelo atual presidente do Equador, Lenin Moreno, o ex-presidente Rafael Correa, hoje alvo de perseguição política no país, denunciou a política de capacho de Moreno.

Correa havia cedido asilo a Assange, em 2012, quando após ter vazado documentos oficiais do governo norte-americano, denunciando as atrocidades dos EUA no Iraque, passou a ser perseguido no mundo todo.

Veja as declarações de Correa na manhã de hoje (11):

“Nefasto presidente do Equador”

“O maior traidor da história do Equador e da América Latina”

Denuncia a entrada de polícia estrangeira na embaixada do país

 

Servilismo

Moreno teria feito isso pois o WikiLeaks revelou um esquema de corrupção envolvendo o presidente

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas