Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
MANAUS/AM -102/02/2014
ORIENTAÇÃO BRS.
FOTO: MANOEL VAZ / SEMCOM
|

A partir de ontem, os ônibus voltaram a circular na cidade de Manaus, no Estado do Amazonas. Após uma greve de sete dias, os rodoviários tiveram de colocar 100% da frota nas ruas. Embora a imprensa burguesa tenha dito que a greve chegou ao fim com um acordo entre “patrões, cobradores e motoristas”, o fato é que a greve só teve fim porque o direito à greve foi negado aos rodoviários amazonenses.

A desembargadora Eleonora de Souza Saunier, do Tribunal Regional do Trabalho, da Região 11 (TRT-11) havia determinado que o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário e Urbano Coletivo de Manaus e no Amazonas (STTRM) deveria pagar uma multa de R$ 200 mil por cada hora de greve. Como se não fosse suficientemente absurda a multa imposta aos rodoviários, a desembargadora ainda bloqueou R$ 90 mil do sindicato, alegando que o sindicato “deliberadamente descumpre ordem judicial, cabível a apuração criminal pelas autoridades competentes”.

A derrota dos condutores no Amazonas, imposta sob forte pressão da direita, mostra como os direitos políticos do movimento operário estão sendo esmagados pelos donos do golpe. A greve dos petroleiros, que teria condições de elevar a greve dos caminhoneiros para outro patamar, também foi atacada com uma multa absurda – uma multa que chegou a R$ 2 milhões por dia.

As multas absurdas impostas pela direita colocam claramente a necessidade de que os trabalhadores se mobilize para enfrentar os golpistas. Por isso, é preciso que os trabalhadores permaneçam em mobilização permanente contra o golpe, fortalecendo os comitês de luta em todo o país e construindo a Conferência Nacional de Luta Contra o Golpe.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas