Menu da Rede

Antônio Carlos Silva

Manobra

Querem transformar ações combativas em atos institucionais

A esquerda frente ampla não quer o fora Bolsonaro nas ruas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Torcedores e antifascistas saíram às ruas nos últimos finais de semana dispostos confrontar os fascistas bolsonaristas que estavam se reunindo aos domingos. Em vários casos, conseguiram botar para correr a extrema-direita. Apenas para dar um exemplo, a convocação dos torcedores em São Paulo no dia 31 de maio na Paulista afirmava que “quem fosse pacifista não precisava ir”.

À revelia da orientação da esquerda pequeno-burguesa, que desde o início da pandemia se recusou a convocar atos de rua, os torcedores, junto com outros companheiros, entenderam que não apenas era preciso se mobilizar nas ruas para derrubar Bolsonaro, como era preciaso efetivamente agir contra os bolsonaristas.

Vendo o potencial dessas manifestações, a burguesia se preocupou. Não interessa para a direita que a esquerda apareça visivelmente em maioria diante dos bolsonaristas e mais ainda que a polarização política no País se resolva nas ruas, com uma solução que desse a vitória para a esquerda. Se o povo nas ruas coloca fim nas manifestações bolsonaristas, a situação política pode sair completamente de controle, o que pode colocar em xeque o regime político golpista.

Os jornais golpistas, coordenadamente, começaram a atacar o que eles chamaram de “violência” nas manifestações. Não se colocando frontalmente contra os atos, procuraram orientar as manifestações para uma política de não enfrentamento com os bolsonaristas. A burguesia procurou inclusive isolar os setores mais radicalizados

Para essa manobra, contou com a ajuda de Guilherme Boulos e de sua Frente Povo Sem Medo. Boulos, que sequer defendia a mobilização nas ruas, se autoproclamou liderança do movimento, sentou para negociar com a extrema-direita e o Judiciário golpista para deixar a avenida Paulista nas mãos da direita, levando o ato para o Largo da Batata. A manobra estava claramente a serviço da burguesia e vinha complementada com o discurso pacifista e um ataque ao que chamaram de “infiltrados”, que nada mais eram do que esse setor radicalizado das manifestações.

Nessa semana, novamente um representante da Frente Povo Sem Medo sentou-se à mesa com os fascistas para negociar. O novo acordo foi um rodízio absurdo para os atos na Paulista. Uma semana os fascistas e a outra a esquerda.

Boulos e sua frente não falam em nome do movimento. Procuram enquadrar um movimento que surgiu contra a sua vontade num cercadinho político que são os acordos com a direita fascista.

Trata-se de uma operação para transformar uma mobilização de caráter combativo num ato institucional, cívico e pacifista. A quem interessa isso? À frente ampla da qual Boulos é signatário e da qual participam a direita golpista como FHC, Rodrigo Maia e Luciano Huck. Nem precisamos dizer que esses não querem nenhum enfrentamento com os bolsonaristas nas ruas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.