Fraude nas eleições paulistas
Um aposentado descobriu que alguém já havia votado em seu lugar
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
urna-eletronica-polemicas-eleicoes
Urna eletrônica: eleições podem ser fraudadas? | Foto: Reprodução

Ao tentar votar, neste domingo, no Colégio Heitor Garcia, na Lapa em São  Paulo, o aposentado Francisco Saraiva Ferreira de 70 anos, foi informado por uma mesária de que já havia votado, ou seja, alguém já havia votado em seu lugar.

O mais surpreendente é que a mesária propôs que o aposentado fizesse outra fraude para reparar a primeira, votasse em lugar de outra pessoa: “Me propuseram de votar no nome de outra pessoa. Queriam resolver uma fraude com outra fraude”, afirmou o aposentado, que dirigiu-se a uma delegacia onde registrou um boletim de ocorrência.

O evento revela a fragilidade do sistema das eleições e abre caminho para supor que outras fraudes ocorreram sem que tenham vindo a conhecimento do público. Francisco procurou o Cartório Eleitoral que disse não poder fazer nada a respeito do assunto.

O mais interessante é que a direita brasileira alardeia aos quatro ventos o quanto as eleições são “limpas” e livres de fraudes. Pelo menos no que diz respeito ao caso de Francisco, que com certeza não deve ser o único, ocorrem fraudes nas eleições sim e elas podem ser muito mais comuns do que imaginamos.

Juntamente com este fato aconteceu algo estranho aconteceu com algumas capitais onde o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) só veio a divulgar o resultado das eleições na manhã da segunda-feira, alegando “problemas técnicos”, o que abre caminho para a suposição de existência de fraudes nas eleições.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas